Posts Tagged ‘Troll’

Cuidado, direitopata!: Eurico Schwinden, vulgo Brasilianas, é um troll desqualificado e pau-mandado dos tucanos

13 de março de 2014

Brasilianas_Eurico_Schwinden02

Via Jornal GGN em 31/1/2013

Um dos trolls mais desqualificados a frequentar a internet atende pelo nome de Brasilianas, tanto nos incontáveis spams que divulga quanto pelo Twitter.

Esconde-se no anonimato para ataques pesados contra figuras públicas ou contra quem pense de forma diferente. São muitas suas vítimas.

Faz parte da rede de assassinos de reputação recrutada para fins políticos. Atua em consonância com um tal de Coturno Noturno, ou Coronel, e com trolls ligados à ex-vereadora Soninha e à campanha de José Serra.

Seus spams são desse nível:

LULA SE ENCAGAÇOU DIANTE DO SUPREMO E CONFESSA QUE SABIA DO MENSALÃO.

Em outro spam:

Afinal, quem pode corrigir a cagada de Lula, forçando a barra pra cima da Dilma, esse poste – e um poste gordinho. Esticado mas gordinho. De repente, não mais do que de repente, o espanto!!! Pô gente, esse cara só pode ser terrorista!!!

[…] Falando a linguagem lulística: Meirelles é o cara que controla o Ponto G do Brasil. Já Lula deita e rola com CNT/Sensus, Vox Populi, bebe, relaxa e aproveita. E quando goza não é de per si, mas da cara dos brasileiros.

No Twitter, o escatológico chega ao nível dos piores ambientes, mostrando uma pessoa desqualificada.

Em maio de 2009 Planalto prepara em SP show p/lançamento do linfoma da Dilma, que alavancaria sua campanha.

@mercadantetv Esse jeitão boçal e pusilânime ao mesmo tempo do Mercadante não pode ser responsabilidade do pai Gal. Oliva. Vem do caráter.

Será q algum partido tem coragem de por na TV o Menino do MEP, hoje c/mais de 60 anos, q Lula tentou estuprar em 1980 numa cela do DOPS/SP?

@Dedo_Duro Dilma foi curada do câncer p/bispa Hernandez. Ela pertence ao Terço Bizantino e seu pastor é Gim Argelo, suplemente de Roriz.

@guimaraes_1322 E apareceu o @guimarães, o mano p/quem Genoíno estava mandando os dólares na cueca. Bunda sujas, mas “fichas limpas”.

Marco Aurélio Garcia deixou claro q no Planalto se discutiu o uso do câncer da Dilma para faturar a piedade da massa.

@blogdocadu Dilma então agora passa a ser “a mulher do Lula”. Bem q lembramos aqui q o Garanhão de Garanhuns ñ leva na garupa. Ele monta!

@marcbras Lembra do “Dinheiro Vivo”. Era espaço de chantagem. Hoje Nassif é diretor de consciência do fascio-lulopetismo, o mais caro de todos

Dá p/ amestrar Dilma a andar p/palco e imitar o Garanhão de Garanhuns. O problema é o seu neurônio solitário. Louquíssimo

Seu nome real é Eurico Schwinden. É de Curitiba, Paraná. Foi assessor parlamentar da Câmara Federal Aposentou-se em 16 de junho de 1999, conforme ato publicado no Diário Oficial da União de 22 de junho de 1999. Sua identidade foi levantada por outras vítimas de seus ataques e trazida para cá pelo infatigável Stanley Burburinho

Comentário do Zé Carlos do blog Contexto Livre: Faltou ao Nassif mencionar os e-mails do degenerado. Brasilianas: hajapau@gmail.com; Poty Guara: cumacanga@yahoo.es; e outros não comprovados.

Segundo estudo, trolls da internet são sádicos, psicopatas e maquiavélicos

17 de fevereiro de 2014

Troll05

Pesquisa mostra que usuários que se comportam mal na rede tendem a apresentar certas características psicológicas.

Via TecMundo

Sabe aquela pessoa que vive negativando vídeos do YouTube, fazendo comentários maldosos em postagens e comprando briga nas redes sociais? De acordo com uma pesquisa realizada em parceria entre as canadenses University of Manitoba, University of Winnipeg e University of British Columbia, os trolls que habitam a rede compartilham características bastante negativas entre si.

A pesquisa sugere que esse tipo de usuário apresenta traços de sadismo (prazer em dor ou desconforto alheio), psicopatia e maquiavelismo (tendência à imoralidade e manipulação ou exploração de outras pessoas).

“Os trolls operam como agentes do caos na internet, explorando assuntos quentes para fazer com que as pessoas pareçam emocionais ou bobas demais de alguma forma. Se uma vítima cai na armadilha, a trollagem intensifica-se para uma diversão ampliada e sem piedade. Por isso que usuários novatos na rede são sempre advertidos: ‘Não alimentem os trolls!’”, diz o artigo.

Trollagem sem compromisso

Os entrevistados do estudo foram perguntados sobre comportamento na internet em geral, com questões sobre o tempo que passam online e se costumam comentar em sites e plataformas. Testes psicológicos para detectar características como narcisismo e sadismo foram aplicados em forma de questionários.

As pessoas que responderam que preferem a trollagem a outras atividades online, como discussões profundas e sérias ou fazer amigos, foram as mesmas que mostraram indícios de sadismo, maquiavelismo, narcisismo e psicopatia nos testes.

De acordo com o estudo, o comportamento não surge da oportunidade de anonimato ou comentários fáceis da internet, mas por características que as próprias pessoas possuem dentro e fora da rede.

A sensacional trolagem em cima de FHC

4 de fevereiro de 2013
FHC_Roberto_Schwarz0

O trolador e o trolado.

Quando você pode imaginar que um amigo de décadas vai dizer uma verdade inconveniente? Mas acontece.

Paulo Nogueira em seu Diário do Centro do Mundo

Tenho por vezes a sensação de que FHC, o político em quem mais votei em minha vida, é uma criança octogenária. Li sua coluna hoje [3/2] no Estadão.

Ele relata um jantar entre velhos amigos. Eram ele, o crítico literário Roberto Schwarz e Serra, e mais, pelo que entendi, as mulheres dos três. A conversa acabou em política, naturalmente. Não sei se FHC esperava tamanha franqueza de Schwarz, mas ouviu dele a frase mortal: “Lula fez mais que ele, FHC, na área social.”

Isso significa, dada a importância da área social num país tão brutalmente iníquo como o Brasil, que Schwarz estava dizendo algo mais ou menos assim: “Camarada, sinto informar, mas o Lula foi melhor que você.”

Bem, tenho a sensação de que FHC prefere tudo a ser posto atrás de Lula. E reconheçamos: Schwarz deve saber disso melhor que nós todos. Não sei por que ele, num jantar de amigos, disse o que disse, como se fosse um autêntico troll.

Mas o mais curioso foi a reação infantil de FHC. Ele fez questão de dizer que os avanços começaram em seu governo.

A trolagem continuou. Schwarz fez o que me pareceu ser uma concessão retórica com um “tudo bem” obsequioso, mas depois reforçou seu ponto. Fez questão de deixar claro, segundo o relato de FHC no Estadão, que os avanços sociais “inegáveis” se deram com o PT.

Você pode estar perguntando: e Serra, a célebre vítima do atentado da bolinha de papel, onde estava?

Calado, reflexivo? Jamais.

FHC disse que ele murmurava críticas à “desindustrialização” do Brasil. Note. Questões sociais não fazem parte do rol de interesses de Serra. Por piedade, ou por solidariedade, ele poderia ter defendido a herança de FHC e dito a Schwarz que ele estava enganado.

Mas não.

Serra trouxe à conversa a “desindustrialização”, um tema que ele arranhou levemente no final de sua última campanha presidencial, depois de ter prometido aos eleitores, espetacularmente, dobrar o Bolsa Família.

A vantagem de jantares indigestos de octogenários é que a natureza tende a impedir que eles se repitam. Mas ficou, no artigo de FHC, o registro da memorável reunião entre a vaidade atormentada de um octogenário infantil, a monomania recente de um eterno candidato em torno da “desindustrialização” e a trolagem perfeita de um amigo que, pelo visto, deve ter sido na juventude um mestre nesta disciplina.


%d blogueiros gostam disto: