Posts Tagged ‘PSDB’

Petrobras: R$42 milhões nada, Astra pagou quase US$500 milhões por Pasadena

8 de abril de 2014

Petrobras_Pasadena12

Miguel do Rosário, via Tijolaço

As coisas vão ficando mais claras. As últimas informações de que dispomos já nos permitem uma avaliação mais precisa sobre o montante investido pela Astra para iniciar suas operações na refinaria de Pasadena. Alguns dados já eram de domínio público. Mas faltavam algumas peças no quebra-cabeça. Por exemplo, quanto a Astra havia pago pelos estoques de Pasadena, quando iniciou o processo de aquisição da refinaria, em meados de 2004?

● US$42,5 milhões pelas ações da companhia (fonte: relatório da NPM/CNP).

● US$55 milhões pelos estoques (fonte: consultora Jefferies & Cafezinho).

● US$300 milhões na Astra trading (Valor).

● US$84 milhões em investimentos em maquinários (fonte: Globo).

Total: US$481,5 milhões.

Quase todos os links acima são abertos, com exceção do Valor, de maneira que reproduzo um trecho da matéria que fala dos US$300 milhões investidos pela Astra na trading de Pasadena.

“Conforme o acordo de acionistas, ao qual o Valor teve acesso, o prêmio de 20% valeria tanto para os 50% restantes do ativo refinaria, avaliado em março de 2006 por US$378 milhões, como para a trading, que tinha preço de referência inicial de US$300 milhões, que era o “capital comprometido” pela Astra no negócio até a assinatura do acordo.”

Esses números nos levam a duas conclusões: 1) nenhuma empresa investiria quase meio bilhão de dólares numa “sucata”. 2) Tome sempre muito cuidado com o que lê.

E olha que nem estou considerando possível incorporação das dívidas da refinaria pelo novo dono.

Aliás, o blog da Petrobrás, até então parado qual um cadáver, parece ter mexido um dedinho do pé, como uma pessoa em coma que tenta mostrar que está vivo. Postagem de ontem revela que as refinarias no Brasil controladas pela estatal bateram um novo recorde mensal de produção, processando 2,151 milhões de barris. O volume foi 12 mil barris superior ao recorde, anterior, de julho de 2013.

Agora precisamos saber a produção, o faturamento e o lucro de Pasadena nos últimos dois anos. Reportagem da Folha apurou que ela registrou boas margens de lucro no período. O ex/PResidente da Petrobrás, Sérgio Gabrielli, também afirmou que a refinaria dá lucro. A própria Graça Foster, presidente da estatal, que geralmente é lacônica em tudo que se refere a dados da empresa, já declarou que Pasadena está processando a pleno vapor. Queremos conferir isso direitinho, preto no branco. Até porque a imprensa agora começou a somar gastos de Pasadena com serviços e obras ao custo de aquisição, o que é um delírio total, servindo apenas para fazer sensacionalismo. Começam a surgir notícias do tipo: “custo de Pasadena pode ter sido ainda maior”, etc.

Pasadena tem faturamento bruto talvez superior a US$1 bilhão. Suas despesas, naturalmente, são altas, mas devem ser abatidas de seu faturamento. Isso é óbvio. Quanto mais rápido, a Petrobrás trazer dados, evitará a consolidação de ideias preconceituosas, baseada em informações distorcidas, contra a estatal.

Outra coisa que está ficando mais clara é a natureza estratégica da localização de Pasadena, no canal de Houston. Agora que a China começou a construir uma outra passagem oceânica no Panamá, ligando Atlântico e Pacífico, a região do Golfo do México ganhará uma importância geopolítica ainda maior. Um relatório recente de uma agência de energia do governo norte-americano diz que as margens das refinarias no país cresceram muito nos últimos meses e devem continuar crescendo durante bastante tempo, impulsionadas pelo aumento da demanda interna e pelas novas fontes de suprimento no Texas e no golfo.

Não seria uma ironia curiosa se Pasadena, pintada como sucata, inútil, mau negócio, de repente se tornasse um dos ativos estrategicamente mais importantes da Petrobrás no exterior?

Leia também:

Memória curta da oposição disfarça falta de propostas

Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC

Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras

Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”

O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio

O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras

Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC

A Petrobras e as tucanisses

Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena

Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena

A Petrobras incomoda

A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras

Janio de Freitas: O mistério do futuro

O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo

Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA

A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo

Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena

Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia

Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?

Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%

“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras

Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante

Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção

Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras

Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”

“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas

Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?

FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”

Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos

Petrobras responde à turma da Petrobrax

PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta

PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras

Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional

Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar

Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”

Os lances de Libra e o lance de 2014

Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra

Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu

Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal

A redistribuição social da renda petroleira

FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil

Os números finais do leilão do Campo de Libra

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!

Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”

Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos

União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma

Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”

PSDB contrata 9 mil “militantes” virtuais para elogiar Aécio e detonar Dilma

7 de abril de 2014

PSDB_Militante02_9mil

Lido no Jornal GGN

Da série: só é escândalo se for obra do PT.

Segundo o “Painel” da Folha, o PSDB estaria contratando 9 mil militantes virtuais para elogiar Aécio e falar mal de Dilma e PT. A informação da contratação da militância virtual está escondidinha na própria Folha, numa entrevista (clique aqui) com César Maia (DEM/RJ), que chamou tal iniciativa de “antirrede social”; de “guerrilha” que poderá ser um “fracasso completo”.

Segue abaixo o texto de Leonardo Simões, publicado no Brasil Diário.

PSDB contrata “militantes virtuais”

Cerca de 9 mil pessoas foram contratadas para falar bem de Aécio Neves na internet.

Leonardo Simões

Dispostos a vitaminar a candidatura de Aécio Neves, o PSDB contratou nove mil militantes virtuais. O objetivo é que a tropa atue nas redes sociais em favor do mineiro. Até o fim de maio, eles passarão por 300 sessões de treinamentos.

Os tucanos vão bancar os equipamentos e custos. A ordem para os militantes é espalhar notícias favoráveis ao mineiro, e todo tipo de crítica negativa ao governo Dilma.

Segundo um dirigente tucano, muitos são voluntários. Mas, reservadamente, admitiu que o partido dá uma ajuda de custo para incentivar a adesão.

Essa não é a primeira vez que Aécio contrata pessoas para falar bem dele. A ideia de manter um QG é antiga, e recentemente ele acionou a Justiça para retirar do ar links que tivessem matérias ruins relacionadas ao seu nome. A Justiça negou o pedido.

Memória curta da oposição disfarça falta de propostas

7 de abril de 2014

PSDB_Mortos_Aparelhos

No espaço de uma semana, a tropa de choque da oposição tucanodemista começou a perder de vez as estribeiras pois só vê o que se deseja ver.

Daniel Quoist, via Carta Maior

A oposição ao governo no Senado encontra-se tão desorientada que nem mesmo se dá ao luxo de transparecer um mínimo de razoabilidade, uma breve porção de serenidade. E à primeira vista parece que foi atingida em cheio por meteorito daqueles tão onipresentes no cinema-catástrofe: uma vez colidindo, nada sobrevive.

No espaço de uma semana, mesmo tempo que o Criador precisou para criar o mundo, segundo o milenar relato bíblico, a tropa de choque da oposição tucanodemista começou a perder de vez as estribeiras tanto do bom senso quanto da urbanidade, características que devem sempre caracterizar o debate político na mais alta Casa da República, o Senado Federal.

O senador Álvaro Dias (PSDB/PR) no recinto conhecido como “Túnel do tempo” do Senado voltou aos costumeiros ataques diários ao governo. Segundo o paranaense “ao ampliar o escopo das investigações da CPI da Petrobras, o governo quer inviabilizar a investigação da Petrobras” e abre a temporada de tiros tucanos na estratégia dotada pelo governo. “Não tem como imiscuir trem em petróleo, são coisas de natureza absolutamente diferentes e não condizem com uma CPI, o que o governo quer é diversionismo.”

O senador Aloysio Nunes Ferreira (PSDB/SP) que finalmente encontrou alguém à altura no plenário do Senado para lhe contrapor acusações ao PT, quase sempre genéricas e recheadas de lugares-comuns, também assimilou o golpe urdido pelo governo com sua nova e competente articulação política conduzida pelo ministro Ricardo Berzoini. “O governo quer misturar jacaré com trem; Petrobras com aleitamento materno, assim não pode, assim não dá.”

O senador José Agripino Maia (DEM/RN) saiu também em socorro de sua natimorta CPI da Petrobras. “Nunca aconteceu no Congresso que um CPI tivesse tantos temas díspares, diferentes, tem que ter um só objeto e se for o caso recorreremos ao STF para impedir essa ampliação de assuntos.”

O senador Jarbas Vasconcelos (PMDB/PE) mostrou-se, em intervenção no plenário do Senado, também nessa quarta-feira, dia 2, “arrependido de ter se prestado ao papel de assinar o requerimento para a CPI, pois mesmo sendo um direito das minorias parlamentares, a CPI seria tratorada pelo governo.”

Mas o hábito de só ver o que se deseja ver não parece monopólio dos tucanos e democratas e franco-atiradores históricos e estridentes dentro do PMDB. O vício da visão seletiva foi rapidamente assimilada pela neo-oposição feita pelo governador de Pernambuco e presidenciável pelo PSB, Eduardo Campos. Segundo Campos a bancada do PT estaria tomando atitudes “ilegais” ao tentar incluir na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras temas que não envolvem a estatal brasileira, como os trens superfaturados de São Paulo e as notórias chefes de cartel Alstom e Siemens. Veio à boca do palco posar de oposicionista ético: “O Governo Federal pode abrir a CPI que desejar, tendo a obrigação de fazer o devido processo legal. Não se pode fazer a abertura da CPI com o devido processo ilegal. Aí não dá”.

No caso do candidato do PSB, este que tem bem menos que a metade de intenções de voto para presidente do Brasil que sua prolixa e potencial candidata a vice Marina da Silva, a situação não é outra que a de tentar vender gato por lebre, velho por novo, práticas políticas arcaicas envergando roupagens novas do verde ambientalismo. Eduardo Campos mostra a que veio: tomar proveito de qualquer situação que lhe renda 15 segundos de mídia capenga, aquele tipo de mídia sem conteúdo e que se põe de pé apenas na base do “vamos empurrando as versões porque os fatos mesmo demoram a aparecer, isto é, quando se dignam a aparecer”. O tipo de mídia que costuma marcar políticos com prazo de validade na iminência de vencer. É este, o caso.

Investigado em vários processos tem o desplante de pedir impeachment da presidenta

A cereja do destempero coube ao controvertido senador Mario Couto (PSDB/PA), perfazendo à perfeição o estilo “indignadozinho de sempre” de seu colega de partido Carlos Sampaio (PSDB/SP) na Câmara Federal, voltou a ser estridente, teatral, folclórico, objeto de riso de seus pares e dos que ocupam as galerias da Casa ao pedir reiteradas vezes em um único discurso o impeachment da presidenta Dilma Rousseff. O paraense acusa a chefe do Poder Executivo de ter sido inepta no imbróglio que se transformou a compra da refinaria de Pasadena pela Petrobras em 2006. Nos dias seguintes, o mesmo Couto, enredado em diversos processos, é réu em dois destes no Supremo Tribunal Federal, é acusado de envolvimento em desvio de dinheiro da Assembleia Legislativa do Pará no período em que presidiu a casa – 2004 e 2007 –, e que resultaram em onze processos licitatórios que teriam sido fraudados.

O monumento biográfico de Mario Couto inclui também denúncia por racismo e abuso de autoridade feita contra o senador pela assistente-administrativa Edisane Gonçalves de Oliveira, 34 anos. Em depoimento no Pará, Edisane acusou o senador de tê-la ofendido chamando-a de “preta”, “safada”, “macaca”, “vagabunda” entre outros palavrões. A denúncia encontra-se em análise na Procuradoria Geral da República. Devido ao foro privilegiado do senador, o caso chegou ao Supremo Tribunal Federal em setembro de 2013 e foi distribuído para o ministro Celso de Mello.

Mesmo com fatos tão desabonadores à sua conduta política e pessoal, Mario Couto voltou a despejar novas acusações, sempre em tom grosseiro e francamente desrespeitoso, para a presidenta Dilma Rousseff. Em 2 de abril, foi curto e grosso, como de costume e fazendo jus a seu linguajar de porta de bar, referindo-se ao caso de Pasadena: “Ou a presidente é burra ou está na maracutaia”, disse o paraense.

É impressionante como Suas Excelências, Senadores da República são avessos à ideia de direcionar um pouco de seus neurônios para se ocuparem em pesquisa séria sobre o temas afetos a uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI). Um simples pedido a algum de seus muitos assessores no gabinete poderia estancar de imediato as chamas de incêndio provocado por ilusionistas nem tão exímios assim.

Uma só CPI, mas todo um mundo para investigar

Vejamos o que aconteceu com a chamada “CPI dos Bingos”. Nascida com o Requerimento nº 245, em 29 de junho de 2005, assinado pelo senador Magno Malta, dizia o seguinte:

“Requeremos em conformidade com o art. nº 145, do Regimento Interno, conjugado com o art. 58, § 3º, da Constituição Federal, a criação de uma comissão parlamentar de inquérito, composta de 15 membros e igual número de suplentes, com o objetivo de investigar e apurar a utilização das casas de bingo para a prática de crimes de “lavagem” ou ocultação de bens, direitos e valores, bem como a relação dessas casas e das empresas concessionárias de apostas com o crime organizado, com a duração de cento e vinte dias, estimando-se em R$200.000,00 (duzentos mil reais) os recursos necessários ao desempenho de suas atividades.”

Tendo a oposição decidido atacar o governo petista de Lula, em seu primeiro mandato, fustigando-o por todos os flancos, latitudes e longitudes possíveis, aproveitando o espocar dos escândalos do chamado mensalão petista e contando com uma disposição vigorosa da imprensa tradicional e conservadora do Brasil, a oposição tratou de ir incorporando como objeto desta CPI os mais variados temas, os jacarés, o petróleo, o aleitamento materno, Pasadena, a Repsol, os trens evocados por Aloísio Nunes, Álvaro Dias, Agripino Maia.

Em 4 de junho de 2006, a CPI dos Bingos, devido ao seu ecletismo investigatório e à sanha persecutória que movia contra o governo Lula, passou a ser referida como a “CPI do Fim do Mundo”. E em suas 1.430 de seu relatório final, verificou-se que muito além dos assuntos arrolados no requerimento nº 245/2005 de sua criação, a maior parte de seus trabalhos tratou de apurar e investigar os seguintes outros assuntos:

– Bingos, Loterias – federais e estaduais

– A máfia do lixo, os esquemas de fraudes e de superfaturamento em licitações públicas municipais

– O superfaturamento na contratação de empresas de limpeza urbana na Prefeitura de Ribeirão Preto e de outros municípios cuidadosamente selecionados por serem de administrações petistas

– O caso Toninho de Campinas (SP)

– O caso Celso Daniel de Santo André (SP)

– Tráfico de influências no Serpro, Cofiex, Banco Prosper

– Dólares de Cuba, conforme reportagens escandalosas publicadas na revista Veja (Editora Abril)

– A corrupção nas Prefeituras do Interior (Cepem, Paulo Okamoto, Roberto Teixeira)

– O caso Gtech

– O financiamento de campanhas políticas

STF entende ser possível ampliar objeto de investigação em CPI

Se os ora indignados Senadores tucanos, demistas e livre-atiradores do PMDB se dessem ao trabalho de revisitar os arquivos digitais de revistas e jornais no período 2005/2006 irão se deparar com frases de efeito, metáforas de gosto duvidoso e argumentos quase sempre risíveis, mas pronunciados por eles mesmos como se fossem imprecações diabólicas contra o governo de ontem (2005) fazendo eco contra o governo de hoje (2014).

Feitas estas considerações, porquê o esperneio da oposição ao desejo de o governo, através de sua base aliada, incluir como objeto da CPI da Petrobras, não apenas a compra da refinaria de Pasadena, mas também o clamoroso caso de uso de cartel, licitações fraudadas. Corrupção, superfaturamento para obras e aquisições de trens para o metrô de São Paulo, fatos criminosos que remontam ao governo Mario Covas (PSDB), passando pelos governos José Serra (PSDB) e Geraldo Alckmin (PSDB), com suas respectivas reeleições no comando do Palácio dos Bandeirantes?

Mas se a forma caolha com que a oposição prefere mirar o governo federal não se contentar contra fatos evidentes, patentes e de fácil constatação, dada a abundância de documentos, relatórios e matérias jornalísticas acessíveis em arquivos na internet, poderia-se pesquisar no próprio Supremo Tribunal Federal e naquela instância máxima de nosso Poder Judiciário, rapidamente se encontraria a decisão do STF quanto “à ampliação do objeto de investigação de Comissão Parlamentar de Inquérito no curso dos trabalhos”, fazendo referência também não só à “possibilidade” quanto à existência de precedentes. Para facilitar o trabalho dos senadores tucanos e demistas, transcrevemos a seguinte ementa da decisão da Suprema Corte:

Ampliação do objeto de investigação de comissão parlamentar de inquérito no curso dos trabalhos. Possibilidade. Precedentes. – Não há ilegalidade no fato de a investigação da CPMI dos Correios ter sido ampliada em razão do surgimento de fatos novos, relacionados com os que constituíam o seu objeto inicial. Precedentes. MS 23.639/DF, rel. Min. Celso de Mello; HC 71.039/RJ, rel. Min. Paulo Brossard). (Inq. 2245/MG, Rel. Min. Joaquim Barbosa, 28/08/2007, Tribunal Pleno, Publicação DJe-139, 8/11/2007)”

Vige ainda no Brasil o provérbio popular dando conta que “o pior cego é aquele que não quer ver” e também outro da mesma safra dizendo que “mesmo um cego tem ponto de vista”. Para o caso de a oposição ao governo considerar que essas duas portentosas, espalhafatosas e longas CPIs foram nada mais que “casos isolados”, podemos afirmar que além da CPI dos Bingos, cujo objeto de investigação foi sobejamente alargado da mesma maneira, nos anais do Senado Federal encontra-se disponível os calhamaços sobre a CPI das ONGs, sendo este um caso específico em que o objeto foi alterado antes mesmo da instalação da CPI. Mas, observe-se, nesse caso, apenas o período da investigação foi alargado, de 2003 a 2006, para de 1999 a 2006.

Como vemos, nada de novo abaixo do sol. Até o desespero da oposição ante a possibilidade de a presidenta ser reeleita no 1º turno, em outubro próximo, não é nenhuma novidade. Mas, para não dizer que falta uma novidade, a bem da verdade, essa novidade tem nome e sobrenome – Ricardo Berzoini.

Leia também:

Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC

Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras

Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”

O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio

O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras

Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC

A Petrobras e as tucanisses

Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena

Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena

A Petrobras incomoda

A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras

Janio de Freitas: O mistério do futuro

O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo

Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA

A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo

Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena

Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia

Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?

Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%

“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras

Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante

Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção

Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras

Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”

“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas

Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?

FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”

Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos

Petrobras responde à turma da Petrobrax

PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta

PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras

Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional

Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar

Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”

Os lances de Libra e o lance de 2014

Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra

Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu

Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal

A redistribuição social da renda petroleira

FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil

Os números finais do leilão do Campo de Libra

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!

Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”

Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos

União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma

Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”

Leia também:

Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC

Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras

Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”

O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio

O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras

Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC

A Petrobras e as tucanisses

Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena

Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena

A Petrobras incomoda

A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras

Janio de Freitas: O mistério do futuro

O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo

Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA

A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo

Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena

Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia

Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?

Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%

“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras

Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante

Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção

Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras

Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”

“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas

Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?

FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”

Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos

Petrobras responde à turma da Petrobrax

PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta

PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras

Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional

Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar

Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”

Os lances de Libra e o lance de 2014

Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra

Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu

Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal

A redistribuição social da renda petroleira

FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil

Os números finais do leilão do Campo de Libra

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!

Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”

Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos

União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma

Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”

Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC

4 de abril de 2014

FHC_Petrobras03

Em 2001, quando era presidida por Henri Reichstul, que tentou mudar o nome da estatal para Petrobrax, a Petrobras deu postos de combustíveis, parte de um campo exploratório e 30% de uma refinaria no Rio Grande do Sul, a Refap, para o grupo espanhol Repsol, em troca de ativos na Argentina. Os petroleiros entraram com ação questionando a relação de troca e o caso está no STJ; “estimamos que a Petrobras recebeu US$750 milhões e cedeu US$3 bilhões em ativos”, disse o advogado Claudio Pimentel, que lidera a ação. Detalhe: o negócio foi fechado dias antes de uma megadesvalorização na Argentina, que reduziu o valor de tudo por lá pela metade,

Via Brasil 247 em 4/4/2014

18 de dezembro de 2001. Naquele momento, a Argentina vivia uma de suas mais profundas crises econômicas e tanto a torcida do Boca Juniors como do River Plate sabiam que a desvalorização do peso seria inevitável.

Naquele momento, Fernando de la Rua governava a Argentina e autoridades locais haviam determinado à espanhola Repsol que se desfizesse de alguns ativos.

Qual foi a solução encontrada? Os espanhóis bateram à porta da Petrobras e fecharam um contrato de troca em que cediam à estatal brasileira a refinaria de Bahia Blanca e recebiam, em contrapartida, 30% da Refinaria Alberto Pasqualini, no Rio Grande do Sul, 10% do campo de Albacora Leste e 750 postos de combustíveis da BR Distribuidora. A avaliação feita na época estimava que o que cada parte entregava à outra valia cerca de US$500 milhões e o contrato de troca foi assinado por Henri Philippe Reichstul, o presidente da Petrobras que ficou marcado por tentar mudar o nome da empresa para Petrobrax.

Naquele momento, a estratégia era fatiar ativos da empresa e privatizá-la em partes, uma vez que a desestatização completa não seria aceita pela sociedade brasileira. Nesse embate, a reação dos petroleiros à operação produziu uma ação judicial que já está no Superior Tribunal de Justiça. “Estimamos que a Petrobras entregou cerca de US$3 bilhões, em valores atualizados, e recebeu US$750 milhões”, diz o advogado Claudio Pimentel, que lidera a iniciativa.

Para determinar se houve ou não prejuízo na ação judicial é que foi proposta a ação. No STJ, a então relatora Eliana Calmon determinou a realização de uma perícia. Mas um indicador concreto de que a Petrobras recebeu ativos argentinos superavaliados foi o que aconteceu na Argentina três dias depois da operação. Em 21 de dezembro de 2001, após uma maxidesvalorização cambial, o governo de Fernando de la Rua caiu. “O que a Petrobras recebeu da Repsol passou a valer a metade”, diz Pimentel. “Isso talvez explique o fato de a operação ter sido feita a toque de caixa”.

No STJ, Eliana Calmon disse que um caso dessa gravidade não poderia “passar em branco” e determinou a realização da perícia. O ministro Herman Benjamin foi também incisivo e votou conforme o voto da ministra Eliana Calmon, afirmando que o Judiciário não pode assistir inerte ao que se afigura no mínimo como uma “operação temerária”. Aguardam-se os votos dos ministros Humberto Martins e Mauro Campbell.

Outro indicador da estranheza da operação foi o fato de a Petrobras ter recomprado os 30% da Repsol na Refap por US$850 milhões. “Ou seja: pagou bem mais para recomprar do que recebeu quando vendeu”, diz Claudio Pimentel.

Leia também:*
Lista da Odebrecht revela tucanos envolvidos em corrupção desde a década de 80
Novo recorde: Em agosto, produção de petróleo e gás da Petrobras cresce 3,1%
Em julho, o pré-sal bate novo recorde na produção de petróleo
Pré-sal poderia abastecer mundo inteiro por 5 anos seguidos
José Serra e a entrega do pré-sal
Resultado da Petrobras é superior ao da BP, Chevron e Exxon
Já imaginou se a Petrobras fosse a Shell?
Vamos falar de corrupção na Petrobras?
Petrobras anuncia novos recordes no pré-sal
Projeto de Serra transfere lucros do pré-sal dos brasileiros para multinacionais
Petrobras: Produção de petróleo atinge 3 milhões de barris e atrai R$8 bi para o Brasil
Lista com nomes, telefones e e-mails dos senadores que votaram contra nossa Petrobras
Roberto Requião demole todos os argumentos dos entreguistas da Petrobras
Antonio Lassance: O lobby das petroleiras que se transformou em projeto de lei
Recordar é viver: Serra prometeu entregar o pré-sal aos norte-americanos
Projeto de Serra, o lesa-pátria: Ministro da Educação faz vídeo contra mudança no pré-sal
José Serra é recebido com protestos em Macaé
Seis motivos para manter a Petrobras como operadora única do pré-sal
Dilma rechaça vendilhões da pátria: Regime de partilha continua
Janio de Freitas: A Petrobras e o bom negócio
OsAntiPira: Petrobras tem lucro de R$5,33 bilhões no 1º trimestre
Produção no pré-sal ultrapassa 800 mil barris por dia e bate recorde
Petrobras: Novos poços do pré-sal têm influenciado queda de custo
Procurador “decreta” o fim da exploração do pré-sal
Petrobras, no caminho da retomada
Mauro Santayana: A disputa pelo pré-sal
Norte-americanos “não estão nem aí” para crise, diz assessor da Petrobras
Ato em favor da Petrobras: Entenda como a mídia corporativa tenta manipular você
Lula afirma que ataque à Petrobras quer derrubar partilha na exploração do pré-sal
A Petrobras é do povo brasileiro: Não se aceita nem corrupção, nem entreguismo
No Senado, presidente da Petrobras avalia que as perdas da empresa podem ser menores
Na surdina, José Serra apresenta projeto que desobriga Petrobras de participar do pré-sal
“Pagamento de propina na Petrobras transcende o PT e o PSDB.”
O tamanho da crise da Petrobras
Trabalhadores da Petrobras propõem “reestatização” e criticam papel da mídia
FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”
Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos
Petrobras responde à turma da Petrobrax
PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta
PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras
Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC
Se cuida, Dudu: Brasil investiga Pasadena, mas refinaria de Pernambuco é problema maior
Antonio Lassance: Quem tem medo de uma CPI ampla?
Valor Econômico mistura números e eleva prejuízo de Pasadena para US$2 bilhões
Petrobras assinala recordes em refinaria e de extração no pré-sal
Petrobras: 42 milhões nada, Astra pagou quase US$500 milhões por Pasadena
Memória curta da oposição disfarça falta de propostas
Negócio mais polêmico da Petrobras vem da era FHC
Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras
Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”
O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio
O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras
Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC
A Petrobras e as tucanisses
Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena
Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena
A Petrobras incomoda
A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem
Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras
Janio de Freitas: O mistério do futuro
O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo
Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA
A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo
Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena
Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões
Petrobras bate rivais em todos os indicadores
Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal
Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia
Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?
Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras
Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%
“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras
Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante
Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção
Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras
Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”
“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas
Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?
Petrobras bate rivais em todos os indicadores
Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal
Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar
Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”
Os lances de Libra e o lance de 2014
Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra
Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu
Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal
A redistribuição social da renda petroleira
FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil
Os números finais do leilão do Campo de Libra
Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!
Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”
Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos
União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma
Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial
Paulo Moreira Leite: A chance perdida por Gilmar Mendes no caso da Petrobras
Aécio Neves ataca tentativa governista de incluir caso Alstom em CPI da Petrobras
Privataria: Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras
Investigações aumentam ligações da gestão FHC à corrupção na Petrobras
Lei de FHC afrouxou controles na Petrobras
FHC: A plataforma P36 e a corrupção na Petrobras
Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
Adriano Benayon: O Brasil e a Petrobras
Para jornal O Globo, esquema de propina na Petrobras vem desde a era FHC
Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras
FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”
Dupla identidade: A heroína do Fantástico e a Venina do Linkedin
O veneno da edição da entrevista de Venina
Petrobras: Graça Foster desmonta a farsa de Venina
Enquanto a Petrobras é massacrada, a Sabesp é convenientemente esquecida
Petrobras e HSBC: Não precisam explicar, só queremos entender
Tucanagem: Deputados oposicionistas da CPI da Petrobras receberam doações de empreiteiras
Senadores da oposição desistem da CPI da Petrobras e querem investigar BNDES
Luis Fernando Verissimo e o cerco à Petrobras
Dilma: Se a corrupção na Petrobras tivesse sido combatida entre 1996 e 1997, cenário atual seria diferente
Petrobras atinge novos recordes de produção de petróleo no pré-sal
Petrobras recebe maior prêmio da indústria de petróleo e gás offshore mundial
O festival de asneiras em torno dos R$88 bilhões da Petrobras

O dedinho de FHC, o porto de Cuba e as hidrelétricas do Aécio

1 de abril de 2014
FHC_Fidel_Chavez03

FHC, sem o dedinho, imitando o Lula.

Fernando Brito, via Tijolaço

Parece inacreditável, mas a tucanagem inconformada entra no Tijolaço, até hoje, para dizer que a foto onde Fernando Henrique aperta as mãos de Hugo Chavez e de Fidel Castro é uma montagem…

Não riam, por favor, mas eles dizem que era o Lula, porque faltaria “um dedinho” na mão de FHC.

Vá lá no post e veja que coisa de doido os comentários…

Para desespero da tucanagem, fui buscar outra foto, tirada segundos antes, para que possam ficar bem tristes com a verdade: a de que o Brasil de Fernando Henrique – como era correto – também fez negócios com Cuba e Venezuela, inclusive.

Mas se eles não se contentam com isso, que tal buscarem uma explicação para que a Cemig, do governo do PSDB de Minas, cujo titular, Antonio Anastasia, é o responsável pelo programa de Aécio Neves, estar comprando usinas elétricas na Colômbia? E não é para exportar energia para o Brasil.

Pois está disputando a compra do controle acionário da Isagen, estatal colombiana que tem seis hidrelétricas e, “pior”, ainda fornece eletricidade para aqueles “vermelhos” da Venezuela… Mas a venda da Isagen não saiu, porque o presidente colombiano foi fazer a venda sem autorização específica do Congresso. E a Justiça suspendeu o negócio.

Aqui, Fernando Henrique nunca precisou disso, já tinha um cheque em branco para vender o que quisesse. Não estou dizendo que a compra da Isagen seja um mau negócio, porque não deve ser. E muito menos que o governo brasileiro – incluindo aí as estatais estaduais – faça negócios com países latino-americanos.

Mas é bom lembrar que a Cemig vai devolver, a partir do ano que vem, várias usinas no Brasil, simplesmente porque não quis aceitar as regras do barateamento da eletricidade baixadas por Dilma, cujo acatamento prorrogaria suas concessões.

A tucanagem, em lugar de ficar contando dedos, devia era explicar como a Cemig tira – e muito – do consumidor mineiro para investir nos colombianos e venezuelanos.

Talvez porque o neoliberalismo continue mandando na Colômbia e o lucro seja mais fácil, será?

FHC_Fidel_Chavez01

FHC, com o dedinho.

Leia também: Petrobras*

O contra-ataque do governo na CPI da petrobras

Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC

A Petrobras e as tucanisses

Privataria: Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras

Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena

Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena

Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”

A Petrobras incomoda

A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras

Janio de Freitas: O mistério do futuro

O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo

Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA

A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo

Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena

Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia

Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?

Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%

“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras

Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante

Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção

Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras

Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”

“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas

Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?

FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”

Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos

Petrobras responde à turma da Petrobrax

PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta

PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras

Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional

Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar

Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”

Os lances de Libra e o lance de 2014

Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra

Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu

Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal

A redistribuição social da renda petroleira

FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil

Os números finais do leilão do Campo de Libra

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!

Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”

Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos

União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma

Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”

O contra-ataque do governo na CPI da Petrobras

29 de março de 2014

Petrobras_PSDB01

Luis Nassif, via Jornal GGN

Já se delineou no Senado e começa a ser montada na Câmara o contra-ataque do governo à CPI da Petrobras.

Partem-se de dois pontos iniciais. O primeiro, o que o Planalto entende como articulação mídia-oposição em torno da CPI. Ficou claro na sexta-feira, dia 28 – segundo fonte do Palácio –, com o Jornal Nacional preparando o terreno para o pronunciamento, em horário eleitoral, de Eduardo Campos e Marina Silva.

O JN enfatizou a perda de valor de mercado da Petrobras, abrindo espaço para o discurso da dupla. No Planalto, foi visto como irresponsabilidade, desconsiderando contribuições da Petrobras ao país, em seus 60 anos de existência, o fato de ter desenvolvido o setor petroquímico, a produção interna de combustíveis, a prospecção petrolífera, as riquezas do pré-sal – que, só no campo de Libra, gerou US$15 bilhões para o país.

O segundo ponto – segundo o Planalto – seria a intenção de, mais uma vez, enfraquecer a Petrobras com vistas a uma futura privatização.

Por que não o foco na Alstom e Siemens, em um escândalo de corrupção que já envolveu 30 altos funcionários do governo de São Paulo, que contou com a complacência do próprio Tribunal de Contas do Estado?, indaga-se por lá.

Em 2009, o governo federal encarou uma CPI às vésperas das eleições. Agora, outra. Só que desta vez haverá o contra-ataque, que consistirá nos seguintes passos:

  1. A CPI terá 20 parlamentares da base e seis da oposição. Segundo a fonte, serão escalados quadros qualificados para aprofundar nos temas.
  2. Segundo a fonte, já há jurisprudência permitindo o aditamento de CPIs, visando incluir outros temas.
  3. Os temas que se pretende agregar são o Metrô de São Paulo (que tem recursos do BNDES e do Banco Mundial); o porto de Suape, em Pernambuco; a Comgás de Pernambuco, que faz uma ponte estreita entre o porto e a Refinaria Abreu Lima.

A ideia será começar pelo Metrô de São Paulo, por ser o episódio mais antigo. E convocar, de cara, o ex-governador José Serra, o atual governador paulista Geraldo Alckmin e políticos paulistas, como Aloizio Nunes e José Aníbal.

Segundo a fonte, essa estratégia foi acatada de forma majoritária pela bancada.

O fator Eduardo Cunha

Considera-se, no Planalto, que os últimos episódios isolaram o líder do PMDB na Câmara Eduardo Cunha. Outros partidos negociaram com o governo, assim como a bancada do PMDB no Senado. Os seguidores de Cunha acabaram ao relento e ele começa a ficar gradativamente isolado.

***

Leia também:

Aécio Neves ataca tentativa governista de incluir caso Alstom em CPI da Petrobras

Recordar é viver: Justiça mira gestão da Petrobras na era FHC

A Petrobras e as tucanisses

Privataria: Ano a ano, os estragos que FHC fez na Petrobras

Miguel do Rosário: Documentos comprovam que Astra pagou mais por Pasadena

Alguns esclarecimentos importantes sobre Petrobras e Pasadena

Para ler, divulgar e guardar: O legado de FHC e outras “obras”

A Petrobras incomoda

A Petrobras é o alvo do ódio, mas fingem que a defendem

Lobos e cordeiros nos ataques especulativos à Petrobras

Janio de Freitas: O mistério do futuro

O jogo pesado: Tirar a Petrobras de campo

Sérgio Gabrielli explica a senadores detalhes da compra da refinaria nos EUA

A história de Pasadena que a “grande mídia” não contou e o vídeo não editado pela Globo

Ata confirma versão de Dilma sobre Pasadena

Petrobras lança US$8,5 bilhões em bônus e demanda supera US$22 bilhões

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Petrobras valia US$15,4 bilhões em 2003. Hoje vale R$214,6 bilhões. O que a mídia noticia

Faz algum sentido tratar a Petrobras como uma empresa quebrada?

Banco ataca e depois “enche o carrinho” de Petrobras

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%

“Consultores” da Folha criam o inédito: Maior campo do mundo é “problema para a Petrobras

Lucro menor da Petrobras tem nome: investimento gigante

Petrobras 60 anos, com meta de dobrar produção

Lula critica “bisbilhotice” de Obama sobre Dilma e a Petrobras

Petrobras tem lucro de 40% mais que o “previsto”

“Bomba” da Época difamando a Petrobras é desmentida em 24 horas

Um recorde após outro: E a Petrobras está em crise?

FHC ao FMI: “CEF, BB e Petrobras estão à venda.”

Petrobras vai investir US$236,7 bilhões nos próximos cinco anos

Petrobras responde à turma da Petrobrax

PSDB debate Petrobras: É o partido da piada pronta

PSDB, da Petrobrax, ensina como gerir Petrobras

Petrobras cala a boca do PIG nativo e internacional

Stanley Burburinho: Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

Petrobras: Dilma terá de pagar dívida de R$4,7 bilhões deixada por FHC

Petrobras bate rivais em todos os indicadores

Petrobras bate novo recorde de produção no pré-sal

Transpetro alcança marca de 10 navios lançado ao mar

Dilma diz que leilão do Campo de Libra é “passaporte para o futuro”

Os lances de Libra e o lance de 2014

Economistas que privatizaram a Vale deveriam se envergonhar de criticar Libra

Pré-sal: O discurso que Aécio não fez e engoliu

Paulo Moreira Leite: Quem perdeu no pré-sal

A redistribuição social da renda petroleira

FHC leiloou Campo de Libra por R$250 mil

Os números finais do leilão do Campo de Libra

Mídia golpista e PSDB noticiam: Petrobras tem “32% de chances de falir”. É? Então a Vale tem 59%. Que burros. Dá zero pra eles!

Dilma: “Quem quer mudar a regra do petróleo, que mostre a cara.”

Pré-sal vai gerar 87 milhões de empregos

União terá 85% de lucro com o Campo de Libra: “Isso é bem diferente de privatização”, afirma Dilma

Pré-sal: Brasil ganha R$1 trilhão no leilão do Campo de Libra, alcançando recorde mundial

Entenda o motivo de a mídia golpista atacar a Petrobrax, quer dizer, Petrobras

FHC ao FMI: “CEF, Banco do Brasil e Petrobras estão à venda.”


%d blogueiros gostam disto: