Posts Tagged ‘Partidos’

TRE cassa mandato da governadora do Rio Grande do Norte

12 de dezembro de 2013

DEM_Cassados01

Heloisa Cristaldo, via Agência Brasil

O Tribunal Regional Eleitoral do Rio Grande do Norte (TRE/RN) decidiu na terça-feira, dia 10, afastar a governadora do estado, Rosalba Ciarlini por abuso de poder econômico e político. A corte continua reunida e deve analisar, ainda nesta sessão, mais um pedido de cassação da governadora.

De acordo com a assessoria de comunicação do TRE/RN, a decisão terá efeito ao ser publicado o acórdão no Diário da Justiça. Em seguida, a Assembleia Legislativa do estado será notificada para empossar o vice-governador Robinson Faria em um período de 24 horas. A governadora pode recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

Rosalba Ciarlini, do DEM, é acusada de ter usado, no ano passado, o avião oficial do estado para viajar a Mossoró e participar da campanha eleitoral para a prefeitura, na qual apoiou a candidata de seu partido, Cláudia Regina, que foi eleita. No último mês de campanha, Rosalba teria usado 56 vezes o avião do governo para ir a Mossoró.

No mesmo julgamento, o TRE/RN manteve o afastamento da prefeita de Mossoró, Cláudia Regina, e do vice-prefeito, Wellington Filho. A corte confirmou a cassação, a inelegibilidade por oito anos e o afastamento do cargo dos dois.

***

DEM é o partido com maior volume de políticos cassados por corrupção

É, o discurso ético, de fato, não combinava muito com a agremiação comandada pelo senador Agripino Maia

Via Brasil 247

DEM_PSD_Lapide

Os dados estão no blog do jornalista Fábio Pannunzio (leia mais aqui). De todos os partidos brasileiros, nenhum tem tantos políticos cassados por corrupção como o DEM. Leia:

Com base em dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral divulgou um balanço com os partidos com maior número de parlamentares cassados por corrupção desde 2000.

O Democratas, com 69 cassações, tem o equivalente a 9,02% de todos os políticos cassados no período de apuração, sendo o campeão. Logo em seguida aparecem PMDB, PSDB, PP e PTB.

Dos partidos com representação no Congresso Nacional, um dos poucos partidos que não tiveram nenhuma cassação foi o PSOL, que está há oito anos no cenário político.

Observe, abaixo, o ranking das irregularidades eleitorais que resultaram em cassação em cada partido.

Partido

Número de
políticos

Percentual

DEM

69

20,4%

PMDB

66

19,5%

PSDB

58

17,1%

PP

26

7,7%

PTB

24

7,1%

PR

17

5.0%

PT

10

2,9%

PV

1

0,3%

***

Pesquisa: 21,5% querem o PT no governo; e 4,5% preferem o PSDB

9 de novembro de 2013

Partidos_Politicos01Mais de um quarto dos eleitores afirmam não querer nenhum partido na Presidência da República.

Via CartaCapital

A pesquisa CNT/MDA divulgada na quinta-feira, dia 7, mostrou que a quantidade de eleitores que desejam ter o PT na Presidência da República é quase cinco vezes maior que a de eleitores com preferência pelo PSDB, o segundo colocado.

O instituto MDA perguntou aos entrevistados qual partido político queriam ver na Presidência em 2015. A resposta era espontânea, sem que uma lista fosse apresentada. Dos entrevistados, 21,5% disseram preferir o PT, enquanto 4,5% citaram o PSDB. O PSB aparece em terceiro lugar, com 2,1% e o PMDB é o quarto colocado, com 2%, diferença dentro da margem de erro.

Em setembro, o PSB tinha 1,3% das preferências, contra 3,1% do PMDB. Neste período, o PSB passou a figurar com mais frequência no noticiário depois que a ex-senadora Marina Silva decidiu se juntar ao governador de Pernambuco, Eduardo Campos, na legenda. Também em setembro, os números de PT e PSDB eram praticamente iguais aos verificados neste mês: 21,9% e 4,5%, respectivamente.

Ainda que o PT seja o mais citado, a maior parte dos eleitores (40,8%) diz não saber qual partido prefere. Mais de um quarto dos eleitores (26,4%) disseram não querer nenhum deles na Presidência.

Reforma política

A pesquisa mostrou também que a política é a área em que os eleitores enxergam mais necessidade de reforma. Em uma lista com seis opções, 53,8% dos eleitores afirmam que a reforma mais urgente a ser feita no Brasil é a política. Outros 15,3% disseram ser a jurídica; 14,3% a trabalhista; e 9,4% a tributária. Apenas 0,6% dos eleitores disseram que nenhuma reforma é necessária, mesmo número de eleitores que escolheu a resposta “outra reforma”.

Clique aqui para ler mais sobre a pesquisa de novembro.

Ranking dos partidos mais corruptos do Brasil

25 de julho de 2013

Daniela Novais, via Câmara em Pauta

Com base em dados divulgados pelo Tribunal Superior Eleitoral, o Movimento de Combate à Corrupção Eleitoral (MCCE) divulgou balanço com os partidos com maior número de parlamentares cassados por corrupção desde 2000. O DEM, com 69 cassações, tem o equivalente a 9,02% de todos os políticos cassados no período de apuração, sendo o campeão. Os dados foram computados em 2007 e publicados em 2009.

Observe, a seguir, o ranking da corrupção comprovada em cada partido e clique aqui para acessar a íntegra do dossiê.

Ranking_Corrupcao_Partidos02

Ranking_Politicos01

Ranking_Politicos02

Leia também:
Eleições 2016: PMDB e PSDB lideram o ranking de candidatos fichas sujas

Senador Cristovam Buarque surta e se espelha em Hitler

23 de junho de 2013

Dica Vida Desequilibrada

Cristovam_Buarque04AHitler ataca os partidos políticos

Leandro Fortes: O salvador da pátria

21 de maio de 2013

Joaquim_Barbosa45_Bufando

Leandro Fortes, via CartaCapital

Ninguém pode negar ao ministro Joaquim Barbosa o direito à crítica. Nem o direito de estar certo – o que, aliás, acontece até com um relógio quebrado, duas vezes ao dia.

O Brasil tem, sim, partidos de mentirinha montados sobre interesses muito distantes das urgências coletivas e moldados apenas para projetos de poder de curto prazo. E é fato, também, que a dinâmica da engenharia política do Congresso Nacional é quase exclusivamente bolada para atender às demandas do Poder Executivo.

Barbosa está certíssimo.

Agora, ninguém pode ser ingênuo de imaginar que o presidente do STF falaria isso para uma plateia de estudantes, durante um evento gravado, sem saber da imediata repercussão que se seguiria. Foi um risco bem calculado para desagradar o governo e o PT, como desagradou, alfinetar a OAB e deixá-lo disponível no mercado eleitoral de 2014.

Barbosa aposta, justamente, na despolitização do debate e coloca-se na manjada posição do homem do povo contra os políticos profissionais, do herói de toga do “mensalão” pronto a libertar Sodoma de seus vícios sociais abomináveis, aquele que virá nos redimir. Assim, nada presta: nem os advogados, nem os juízes, nem o Congresso Nacional, nem o governo, nem, em última análise, o País. Talvez seja por isso que ele prefira ir à praia em Miami.

Barbosa, o juiz implacável e irascível, é um Frankenstein criado pela mídia que, apesar dos esforços, ainda não está totalmente controlado. Cometeu, recentemente, o erro de agredir verbalmente um repórter de O Estado de S.Paulo e, em seguida, pagar a viagem de um repórter de O Globo para fazê-lo ouvir, em Costa Rica, que a imprensa brasileira é de direita – com direito a matéria no Jornal Nacional e tudo.

Normalmente, as Organizações Globo não perdoam esse tipo de deslize. Mas as opções para 2014 estão cada vez mais escassas. José Serra, de alternativa, virou um estorvo. Aécio Neves é uma dessas falsas incógnitas. Apesar da pele morena e dos dentes ultrabrancos, ainda é somente uma máquina de clichês antipetistas carente, urgentemente, de um upgrade. Para elegê-lo, será preciso um esforço logístico e financeiro 100 vezes maior do que o utilizado nas eleições de Fernando Collor, em 1989, e Fernando Henrique Cardoso, em 1994 e 1998.

Resta Barbosa, o homem que, perigosamente, diz o que lhe vem à telha. E qualquer um que já tenha vivido uma eleição presidencial sabe exatamente o desastre anunciado que isso representa.

***

Leia também:

De licença médica, Joaquim Barbosa bebe com amigos e emperra o STF

Nádegas de ouro: Reforma dos banheiros de Joaquim Barbosa custará R$90 mil

Reinaldo Azevedo: “A arrogância de Joaquim Barbosa é espantosa!”

O ético Joaquim Barbosa, o herói da mídia, usou passagens do STF quando estava de licença

Joaquim Barbosa ataca instituições democráticas do Brasil

STF paga viagem de jornalista de “O Globo”


%d blogueiros gostam disto: