Posts Tagged ‘Ato’

Agora vai: Ato pró-Barbosa reúne 29 pessoas e pede armas

17 de dezembro de 2013

Joaquim_Barbosa148_AtoPublico

Via Brasil 247

Um pequeno grupo de 29 manifestantes, convocado por maçons e pela entidade Movimento Brasil Merece Mais, realizou no domingo, dia 15, um ato em apoio a Joaquim Barbosa, presidente do Supremo Tribunal Federal. “A maçonaria não faz protesto, mas os maçons sim”, explica Fernando Colacioppo.

O ato contra a corrupção no Brasil, organizado no Parque do Povo, em São Paulo, contou com faixas com a imagem de Barbosa e de Nelson Mandela com a mensagem: “Vamos seguir o exemplo de quem mudou a história e sermos os protagonistas de um novo Brasil”.

Usaram também um Papai Noel que registrava pedidos dos passantes. Entre os eles: “um país justo de impostos” e a “plena defesa do cidadão: poder portar armas”. Segundo um dos empresários, os papéis serão encaminhados ao gabinete de Dilma Rousseff.

O magistrado não oficializou sua entrada na campanha de 2014, mas é cotado por institutos de pesquisa como o maior opositor da presidente Dilma, que poderia levar a eleição para 2º turno.

***

Leia mais sobre Joaquim Barbosa, o ex-menino pobre que mudou (pra pior) o Brasil:

Sem convite de Dilma para África do Sul, Joaquim Barbosa atende tietes em São Paulo

Joaquim Barbosa, que nem disfarça mais, escolhe juiz tucanoO chicanista Joaquim Barbosa dá voz ao 12º ministro do STF: A “grande mídia”

Onde Joaquim Barbosa fracassou

Joaquim Barbosa fica na defensiva após revelação de seu patrimônio

Lewandowski tem de processar o indecente Barbosa

Vídeo: A grosseria imbecilizante de Joaquim Barbosa

Julgamento da AP470: Erro crasso motivou acesso de fúria de Joaquim Barbosa

Podem escrever: Comportamento de Barbosa no STF não vai acabar bem

A nova etapa da AP 470 tem de corrigir as injustiças

O arrogante Barbosa volta a ofender Lewandowski e tumultua julgamento da AP470

OAB cobre investigação contra Joaquim Barbosa

Paulo Moreira Leite: Joaquim, Pedro 1º e o racismo

Joaquim Barbosa pode ser destituído por usar imóvel do STF como sede de sua empresa

Joaquim Barbosa, o fora da Lei, utiliza imóvel do STF com sede de sua empresa

A origem do nome da empresa de fachada de Joaquim Barbosa

Joaquim Barbosa e os benefícios fiscais de seu imóvel em Miami

O doutor Joaquim Barbosa, a Veja, o domínio do fato e o apartamento em Miami

Apartamento de Joaquim Barbosa em Miami custou US$10,00

Sócio em offshore nos EUA, Joaquim Barbosa viola estatuto do servidor no Brasil

Joaquim Barbosa, o menino pobre que mudou o Brasil, compra apartamento milionário em Miami

Joaquim Barbosa condenaria eventual réu Barbosa

O laconismo da Uerj e a aliança entre Joaquim Barbosa e Jair Bolsonaro

A relação entre Joaquim Barbosa e a Uerj

O super-herói Joaquim Barbosa recebeu R$700 mil da Uerj sem trabalhar e quer retroativos

Miguel do Rosário: O mensalão de Joaquim Barbosa

O herói da mídia Joaquim Barbosa voa para ver o jogo do Brasil com dinheiro público

A Globo e Joaquim Barbosa são um caso indefensável de conflito de interesses

Joaquim Barbosa embolsou R$580 mil em auxílios atrasados

Joaquim Barbosa, quando quer, não domina a teoria do domínio do fato

De licença médica, Joaquim Barbosa bebe com amigos e emperra o STF

Nádegas de ouro: Reforma dos banheiros de Joaquim Barbosa custará R$90 mil

Reinaldo Azevedo: “A arrogância de Joaquim Barbosa é espantosa!”

O ético Joaquim Barbosa, o herói da mídia, usou passagens do STF quando estava de licença

Joaquim Barbosa ataca instituições democráticas do Brasil

STF paga viagem de jornalista de “O Globo”

O chicanista Joaquim Barbosa dá voz ao 12º ministro do STF: A “grande mídia”

Quando a máfia midiática promove julgamentos

Ação Penal 470: Celso de Mello pediu para votar, mas Barbosa fez chicana

Paulo Moreira Leite: Vergonha no STF

Fenajufe: Joaquim Barbosa tem a mania de perseguir seus adversários políticos

Missão de Pizzolato na Itália é destruir o precesso do “mensalão”, diz advogado

Joaquim Barbosa violou os direitos dos réus, afirma o jurista Celso Bandeira de mello

Ação Penal 470: Globo dá sinais de que, se farsa reuir, Barbosa é quem vai pagar a conta

Janio de Freitas cobra punição de Barbosa no CNJ

Joaquim Barbosa e o sensacionalismo

José Genoíno para presidente

Antonio Lassance: Os 10 privilégios dos petistas presos

Rede Globo tem contratos sigilosos com Marcos Valério

De Deodoro da Fonseca a Joaquim Barbosa: As farsas do 15 de novembro

“Mensalão”: O terceiro absurdo

Paulo Moreira Leite: O que Herzog pode ensinar sobre Genoíno

Em carta escrita na prisão, petistas dizem que não aceitam “humilhação”

Mauro Santayana: O júbilo e a hopocrisia

Pizzolato revela na Itália dossiê que embaraça julgamento de Barbosa

Mais do mesmo: Agora o alvo é o Lula

A Globo, a Folha e a Veja versus José Genoíno

Cumpra-se a lei: Juiz enquadra a toga colérica

STF tem chance de salvar sua própria dignidade

Juristas e intelectuais gritam contra AI-5 de Joaquim Barbosa

Erros do STF se voltarão politicamente contra a direita

Supremo Tapetão Federal

Advogados apontam “violações”, ilegalidades” e “desrespeito” nas prisões do “mensalão”

Paulo Moreira Leite: Pizzolato na Itália

O livro “A outra história do mensalão” é um sucesso de vendas

A revista Retrato do Brasil desmonta farsa do “mensalão”

“Mensalão”: A história de uma farsa

Juristas destroem acusações dos juízes do julgamento do “mensalão”

Ives Gandra, um dos oráculos da direita, afirma que José Dirceu foi condenado sem provas

“Mensalão”: Joaquim Barbosa e o sentido da tragédia

Bater em mulher é covardia: Quando Joaquim Barbosa não era herói da mídia

São Paulo: Quarta-feira, dia 14, protesto contra a corrupção tucana

13 de agosto de 2013

Metro_Siemens45_Dia14

Com informações do Sindicato dos Metroviários

Acontecerá na quarta-feira, dia 14/8, a partir das 15 horas, no Vale do Anhangabaú, no centro de São Paulo, ato contra trensalão tucano e por um transporte público, estatal e de qualidade. O protesto contará com a participação de várias entidades representativas da sociedade, dentre elas, do Sindicato dos Metroviários de São Paulo e do Movimento dos Trabalhadores Sem Teto. Um outro protesto, organizado por movimentos de moradia popular e por entidades sindicais, está previsto para a última semana de agosto e também terá como mote as denúncias de formação de cartel no setor de transportes do estado.

“Nós apoiaremos a manifestação, que, na verdade, foi convocada pelo Sindicato dos Metroviários de São Paulo. A reivindicação é de que o dinheiro público seja investido em transporte público, e não haja desvios”, explicou o estudante Caio Martins, do Movimento do Passe Livre.

Alckmin tem convivido há dez dias com protestos em frente à sede do governo, na Zona Sul da capital. Um grupo de dez manifestantes está acampado diante do Palácio dos Bandeirantes. Eles não descartam deslocar o protesto para a frente do imóvel onde Alckmin mora.

A concentração será no Vale do Anhangabaú, a partir das 15 horas. Depois seguirá até a Secretaria dos Transportes Metropolitanos, onde será entregue uma pauta de reivindicações, que tem como eixo o transporte público, estatal e de qualidade e contra a corrupção na Secretaria dos Transportes Metropolitanos.

Metro_Siemens46_Carta

São Paulo: Segunda-feira, dia 4, ato em apoio a Hugo Chavez

1 de fevereiro de 2013

Hugo_Chavez45_Somos_Todos.

Vanessa Silva, via Vermelho

Na segunda-feira, 4 de fevereiro, movimentos sociais de todo o Brasil se reunirão em São Paulo em apoio à Revolução Bolivariana e ao presidente venezuelano, Hugo Chavez, que se recupera de uma cirurgia para a retirada de um câncer, em Havana (Cuba). A data marca o histórico levante de 1992, quando Chavez liderou um movimento popular que resultou em uma tentativa de golpe de Estado e na sua prisão.

O levante representa o início de um período de lutas pela autodeterminação dos povos latino-americanos, por um continente mais justo, solidário e livre do neoliberalismo. Passaram-se anos até que em 2 de fevereiro de 1999, Chavez foi eleito pelo voto popular dando início à consolidação do modelo antineoliberal e anti-imperialista, vigente nas últimas duas décadas não só na Venezuela, nas na América Latina.

O evento de 4 de fevereiro, que será realizado em frente ao Consulado Geral da República Bolivariana da Venezuela em São Paulo, é parte de “uma jornada continental de solidariedade ao povo venezuelano e à Revolução Bolivariana, construída pela Articulação Continental dos Movimentos Sociais da Alba [Aliança Bolivariana para os Povos da Nossa América]”, como esclareceu Pedro Paulo Bocca, da secretaria cooperativa da Alba. No mesmo dia, ocorrerão atos similares em diversos países da América Latina.

A Articulação dos Movimentos Sociais da Alba no Brasil é integrada por cerca de 20 entidades, e também por partidos políticos e outros movimentos como a Marcha Mundial das Mulheres, o Cebrapaz, o Movimento dos Sem Terra (MST), o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a União Nacional dos Estudantes (UNE), o Levante Popular da Juventude, o Conselho Mundial da Paz (CMP), a Central dos Trabalhadores do Brasil (CTB), e outras organizações camponesas, de juventude e de mulheres.

A Venezuela no Brasil

Apesar da maior aproximação entre os dois países nos últimos anos, ainda há pouca informação a respeito da Venezuela na imprensa brasileira. Isso se deve, diz Bocca, ao “forte bloqueio midiático sobre a Venezuela no Brasil. A mídia burguesa demoniza o presidente Chavez e minimiza as transformações sociais em curso no país”.

Na visão dele, os movimentos sociais têm outra. “Quando falamos sobre a Venezuela aos movimentos sociais e para o povo em geral, a receptividade é alta, pois o povo se identifica com o processo, com as lutas e os ganhos da Revolução Bolivariana. Por isso é sempre importante seguir pautando a Venezuela, seja através de atos de rua, ou por nossos meios de comunicação alternativo, redes sociais, etc”.

Ele ressalta ainda que o “Brasil vem sendo um parceiro estratégico da Venezuela no contexto político internacional. Ainda que não faça parte da Alba, foi central para a entrada da Venezuela no Mercosul, bem como para o fortalecimento de iniciativas conjuntas como a Celac [Comunidade dos Estados Latino-Americanos e Caribenhos] e a Unasul [União das Nações Sul-Americanas]”.

Serviço

Dia: 4 de fevereiro, segunda-feira

Horário: 16 horas

Local: Consulado Geral da República Bolivariana da Venezuela

Rua General Fonseca Teles, 564 – Jardim Paulista

São Paulo – SP

Sábado, dia 21/7, ato em prol das vítimas do Pinheirinho em São José dos Campos

15 de julho de 2012

O Movimento Urbano dos Trabalhadores Sem-Teto (Must) promove no sábado, dia 21 de julho, às 10 horas, em frente à Câmara Municipal de São José dos Campos, ato público em prol das vítimas do Pinheirinho. Depois de seis meses da invasão brutal dos policiais, que feriu dezenas de pessoas, o governador Geraldo Alckmin ainda não deu uma solução ao problema gravíssimo de moradias da comunidade. O movimento defende a reintegração de posse da área, reparação dos danos materiais e morais e punição dos responsáveis.

Leia também a matéria da Conceição Lemes Pinheirinho: Por que a “grande imprensa” não noticiou as denúncias feitas à OEA e ao CNJ?


%d blogueiros gostam disto: