Posts Tagged ‘Aposentadoria’

Bolsa Dondoca consome R$4 bilhões por ano dos cofres públicos

7 de janeiro de 2014

Maite_Proenca02A

Via Mobilização BR em 7/1/2014

Alguns de vocês devem se lembrar da famosa entrevista da atriz Maitê Proença para o Estadão na época das eleições de 2010, na qual ela afirmou, com todas as letras, que gostaria que o machismo “salvasse” o país da então candidata petista Dilma Rousseff.

Enquanto isso, Maitê foi no jantar promovido pelo PSDB e posou de “engajada” tirando a roupa na ridícula campanha contra a usina de Belo Monte. O tempo, claro, foi implacável com a global e a História provou, mais uma vez, que o elitismo e o machismo de pessoas como a atriz perderam espaço no Brasil, com a vitória de Dilma nas urnas.

Até aí, nada de novo. O que pouca gente sabe (ou lembra) é que Maitê recebe desde 1989 uma pensão mensal vitalícia de “míseros” R$13 mil. Motivo? Ser filha solteira de procurador de justiça falecido. Só isso mesmo: sem derramar uma gota de suor, sem produzir NADA para a sociedade brasileira, essa cavalgadura anencéfala chupinha recebe cerca de 20 salários mínimos na altura de seus 55 anos de idade! Dá gosto saber que estamos do lado oposto a gente assim na política, não é mesmo? Diga-me com quem não andas e te direi quem és…

Mas o pior, meus caros, ainda está por vir: Maitê é só a ponta do iceberg. Um sem fim de dondocas elitistas parasitam dos cofres públicos mais de R$4 bilhões todos os anos pelo simples fato de, a exemplo da atriz, permanecerem na condição de solteiras (ao menos “de fachada”) e serem filhas de funcionários públicos falecidos do alto escalão.

Bilhões.

Todos os anos. Dondocas na maioridade, com plena capacidade de labutar, que sempre tiveram do bom e do melhor na infância e adolescência. Quanta gente, no Brasil, deixaria de passar fome se essa quantia exorbitante fosse distribuída entre quem ganha menos?

O mais engraçado é que aquele seu amigo coxinha, que vive enchendo o saco com aquela falácia da “meritocracia”, repetindo ad nauseam que o governo precisa “ensinar a pescar” em vez de investir em programas de redistribuição de renda para pobres, mas não dá um pio sobre essas filhinhas de papai (morto) que, em muitos casos, já eram ricas e ficaram ainda mais com essa mamata que não produz absolutamente nada de útil para o país. Bem diferente do Bolsa Família, que tira dezenas de milhões da miséria, aquece a economia e ajuda a aumentar o consumo de bens de primeira necessidade, como geladeira, fogão etc.

Leia também: Família*
Governo federal gasta mais com a aposentadoria dos milicos do que com o Bolsa Família
Bolsa Família vence Prêmio Issa, o Nobel social
Bolsa Família é modelo para programa que atende 5 mil famílias em Nova Iorque
Mídia golpista: Jornal Nacional omite prêmio importante do Bolsa Família
Bolsa Família foi decisivo para reduzir a pobreza e custo muito pouco
O Bolsa Família está sendo copiado no mundo inteiro
Mitos tucanos: FHC é o pai do Bolsa Família?
“Mundo pode aprender com experiência do SUS”, diz jornal britânico
Programa Mais Médicos, o Bolsa Família da saúde
Lula defende o Bolsa Família e esculacha os hipócritas que foram contra o programa
Por que o PSDB, agora, é a favor do Bolsa Família
Sonegação no Brasil é 20 vezes maior que gasto com Bolsa Família
As filhas de servidores ficam “solteiras” para ter direito à pensão do Estado
Maitê Proença pede que o machismo “salve o país de Dilma”
O elitismo de Maitê contra Dilma
Maitê quer se livrar de Dilma, mas não dos R$13 mil que embolsa da Previdência

Depois de tudo, Demóstenes pode ser aposentado com R$22 mil por mês

26 de abril de 2013
Demostenes_Torres49

O senador cassado e paladino da ética consegue se manter vitalício no cargo e está rindo à toa. Pode?

Via Correio do Brasil

Por maioria simples, o Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP) decidiu, na tarde de quarta-feira, dia 24, que o ex-senador Demóstenes Torres – afastado do cargo de procurador de Justiça do MP de Goiás até o fim de maio – terá como pena máxima a aposentadoria compulsória. Passará a receber R$22 mil por mês, em caráter vitalício, mesmo depois de ter o mandato cassado por envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira. Após o prazo de afastamento, o CNMP poderá resolver por mantê-lo afastado por mais um período de tempo ou até mesmo reintegrá-lo ao cargo. A decisão de afastar o político goiano fora tomada unilateralmente, em março, pela relatora do caso, a promotora Cláudia Chagas.

Ainda no julgamento de quarta-feira, por 7 votos a 5, o Plenário decidiu que Demóstenes Torres tem cargo vitalício. A vitaliciedade, entenderam os pares, é garantia da sociedade brasileira, e não prerrogativa do membro individual do Ministério Público. Segundo a maioria, esta prerrogativa é inerente ao exercício da atividade do membro do Ministério Público. Votaram pelo cargo vitalício de Demóstenes os conselheiros Jarbas Soares, Alessandro Tramujas, Lázaro Guimarães, Jeferson Coelho, Maria Ester, Mário Bonsalgia e Roberto Gurgel. Seguiram o voto da relatora os conselheiros Luiz Moreira, Taís Ferraz, Almino Afonso e Adilson Gurgel. Os conselheiros Tito Amaral e Fabiano Silveira se declararam impedidos e não votaram.

No caso do afastamento, como Demóstenes responde a um processo administrativo disciplinar, o CNMP aplicou os prazos previstos na respectiva lei orgânica. Segundo o entendimento do Plenário, que Demóstenes Torres um integrante vitalício do Ministério Público, ele pode ser afastado por 60 dias, prorrogáveis uma única vez, mas a relatora considerou a necessidade de prorrogar o afastamento excepcionalmente, com o que o Plenário concordou. A decisão também obteve a maioria, com voto divergente dos conselheiros Adilson Gurgel e Luiz Moreira. Tito Amaral e Fabiano Silveira estavam impedidos.

Presidente do CNMP e procurador-geral da República, Roberto Gurgel diz que o Plenário poderá decidir pela aposentadoria compulsória de Demóstenes ao final do processo disciplinar, mas isso terá de ser confirmado pela Justiça. O prazo final para que o CNMP conclua as investigações sobre o senador encerra-se em julho, quatro meses após a abertura do procedimento administrativo, no fim de março. Ao final do processo será decidida a pena a ser aplicada. Segundo explica o advogado do réu, Neilton Cruvinel Filho, a punição máxima possível é a de suspensão.

“O que se imputou foi descumprimento de dever funcional, que dá pena de censura e, se exagerarmos, de suspensão”, diz ele.

Demóstenes Torres teve o mandato de senador cassado no dia 11 de julho do ano passado, por quebra de decoro parlamentar, ao ser acusado de franquiar o mandato para atividades ilegais do grupo criminoso de Carlinhos Cachoeira.

BotoxGate: O milionário Álvaro Dias esteve na privataria tucana da Telepar

27 de dezembro de 2012

Alvaro_Dias01Via Os amigos do presidente Lula

Em 1994, o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) disputou o governo do Paraná pelo então PP. Perdeu para Jaime Lerner. Sem cargo, mudou-se de mala e cuia para o PSDB. Recebeu como recompensa pela adesão ao tucanato a presidência da Telepar (empresa de telefonia do Paraná, quando ainda era estatal), contanto que se enquadrasse no esquema “Serjão” (Sérgio Motta) de preparar a empresa para privatizá-la. Assim fez Álvaro Dias (PSDB/PR). Assumiu a presidência em maio de 1997 e, em julho de 1998, a empresa era leiloada, arrematada no pacote da Brasil Telecom, controlado por Daniel Dantas, do Banco Opportunity e Citibank.

No momento em que o senador tucano aparece com um súbita fortuna de R$16 milhões, até então desconhecida, os fatos históricos nebulosos daquela privataria tucana merecem ser revisitados. É mais um bom motivo, entre tantos, para instalar a CPI da Privataria Tucana.

Leia também:

Justiça condena Álvaro Dias por não pagar pensão a filha bastarda

Álvaro Dias, o Tio Patinhas do Paraná, há anos omite sua fortuna

Álvaro Dias sobre o governo tucano no Paraná: “Gastaram fortunas em publicidade enganosa.”

Pelo Twitter, Álvaro Dias diz não temer abutres… Ele não teme a si próprio

Pinóquio do Paraná: Receita Federal flagra o ficha suja Álvaro Dias no Imposto de Renda

8 perguntas para Álvaro Dias: Tem cheque do Cachoeira na venda das casas?

A Veja entregou o milionário tucano Álvaro Dias sem querer

Pinóquio do Paraná: Receita Federal flagra o ficha suja Álvaro Dias no Imposto de Renda

26 de dezembro de 2012

Alvaro_Dias20A_Pinoquio

Mais uma vez, um paladino da ética e da moral é pego na mentira. Depois do cassado Demóstenes Torres, agora foi a vez de Álvaro Dias. Ele disse que não “temia os abutres”, mas agora o porta-voz da da mídia golpista terá de se ver com o leão do IR.

Via Blog Os amigos do presidente Lula em 26/12/2012

Na terça-feira, dia 25, o Correio do Brasil traz uma matéria que diz:

O senador Álvaro Dias (PSDB/PR) deixou o silêncio em que se manteve até esta terça-feira para tentar explicar, em nota publicada em sua página na internet, parte de sua fortuna, avaliada em R$16 milhões. Desde a última sexta-feira, Dias teve seu patrimônio contestado após receber uma punição, na Justiça, no processo que move contra ele a funcionária pública Mônica Magdalena Alves, mãe de uma filha do parlamentar fora do casamento. A ação visa anular a venda de cinco casas em Brasília que, segundo a causa, também pertenceria à herdeira, menor de idade. Dias não teria pagado a pensão alimentícia da menina e poderá se tornar alvo de uma investigação da Polícia Federal.

O senador Álvaro Dias assumiu, após a renúncia do senador Demóstenes Torres por denúncias de envolvimento com o contraventor Carlos Augusto Ramos, o Carlinhos Cachoeira, o papel de principal defensor dos ideais da extrema-direita, no País. Moralista e dono de um discurso contundente nas denúncias aos desafetos, entre eles o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, Dias vê-se agora diante do mesmo pelotão de fuzilamento, na mídia, ao qual convocou na tentativa de alvejar a reputação da ex-secretária da Presidência da República, em São Paulo, Rosemary Noronha. É dele o pedido de abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito para investigar o que ele apelidou de “Rosegate”, repercutido prontamente pela mídia conservadora no país.

“É um escândalo de baixo nível, que expõe a postura descabida de quem preside o País, antes e agora”, disse ele, referindo-se ao antecessor da presidenta Dilma.

Em 2006, o patrimônio que Dias declarou à República, tão logo diplomado como senador, foi de R$1,9 milhão. Naquele mesmo ano, o senador não teria declarado aplicações no valor de R$6 milhões e, ao longo do período, ergueu cinco mansões na Capital Federal, avaliadas em R$16 milhões. Na nota, Dias tenta explicar os fatos acusando “abutres morais” que promovem “o achincalhe” em uma página de microblogs.

Porém, o ficha suja Álvaro Dias não contava com a força da internet. Na quarta-feira, dia 26, o blog Os amigos do presidente Lula mostra que o senador tucano é da mesma laia de Demóstenes torres. Leia a seguir.

Às voltas com o súbito aparecimento de uma fortuna de R$16 milhões, em processo de pensão, o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) foi autuado pela Receita Federal por infração no Imposto de Renda.

Aliás o senador acumula oito processos na Receita Federal. O sigilo fiscal impede de se conhecer os detalhes dos processos, mas o senador poderia explicar à Nação, perplexa com sua súbita fortuna, o que ele aprontou.

Agora, além de sonegar informações ao eleitor na declaração de bens apresentada à Justiça Eleitoral, o senador tem de acertar suas irregularidades com o Imposto de Renda.

Isso complica mais a situação do novo milionário do Senado.

Alvaro_Dias19_Imposto_Renda

Leia também:
Justiça condena Álvaro Dias por não pagar pensão a filha bastarda
Álvaro Dias, o Tio Patinhas do Paraná, há anos omite sua fortuna
Álvaro Dias sobre o governo tucano no Paraná: “Gastaram fortunas em publicidade enganosa.”
Pelo Twitter, Álvaro Dias diz não temer abutres… Ele não teme a si próprio
BotoxGate: O milionário Álvaro Dias esteve na privataria tucana da Telepar
8 perguntas para Álvaro Dias: Tem cheque do Cachoeira na venda das casas?
A Veja entregou o milionário tucano Álvaro Dias sem querer

 

8 perguntas para Álvaro Dias: Tem cheque do Cachoeira na venda das casas?

26 de dezembro de 2012

Alvaro_Dias15a_filiese

Via Os amigos do presidente Lula

Oito perguntas para o senador Álvaro Dias (PSDB/PR) sobre o aparecimento de sua fortuna de mais de R$16 milhões:

1. Tem cheque da organização de Cachoeira nos R$16 milhões da venda das casas, assim como aconteceu com o colega tucano Marconi Perillo? Afinal, por que Álvaro Dias votou contra o indiciamento de Cachoeira na CPI?

2. A grilagem de terrenos públicos em Brasília para especulação imobiliária sempre foi caso de polícia no Distrito Federal, principalmente nos governos de Joaquim Roriz, mas também há indícios durante o governo de José Roberto Arruda (o do mensalão do DEM). O senador tucano poderia divulgar a escritura pública de aquisição dos terrenos e a certidão no Registro de Imóveis? Ou o jornalismo investigativo terá de fazer busca nos cartórios?

3. Qual foi a empreiteira que construiu as casas? E por qual valor por metro quadrado?

4. Há lobistas ou corruptores atuantes no Senado entre os compradores das casas? O senador tucano poderia divulgar as escrituras públicas de venda das casas? Ou o jornalismo investigativo terá que fazer busca nos cartórios?

5. O senador tucano oferece seus sigilos bancários e fiscais para averiguação da origem da fortuna superior a R$16 milhões?

6. O senador tucano vai pedir para Comissão de Ética e Decoro parlamentar abrir uma investigação sobre si, já que votou no passado pela cassação do senador Renan Calheiros (PMDB/AL), por um problema de pensão semelhante, porém envolvendo valores muito mais baixos.

7. O senador tucano vai pedir para o Instituto de Criminalística da Polícia Federal fazer uma investigação sobre sua evolução patrimonial, semelhante à que foi solicitada no caso do senador Renan Calheiros?

8. O senador tucano vai pedir para o procurador-geral da República abrir um inquérito sobre a origem dos R$16 milhões, da mesma forma que exigiu no caso do ex-ministro Palocci?

Leia também:

Justiça condena Álvaro Dias por não pagar pensão a filha bastarda

Álvaro Dias, o Tio Patinhas do Paraná, há anos omite sua fortuna

Álvaro Dias sobre o governo tucano no Paraná: “Gastaram fortunas em publicidade enganosa.”

Pelo Twitter, Álvaro Dias diz não temer abutres… Ele não teme a si próprio

Pinóquio do Paraná: Receita Federal flagra o ficha suja Álvaro Dias no Imposto de Renda

BotoxGate: O milionário Álvaro Dias esteve na privataria tucana da Telepar

A Veja entregou o milionário tucano Álvaro Dias sem querer

 

Filie-se ao PSDB

26 de dezembro de 2012

Alvaro_Dias15a_filiese

Justiça condena Álvaro Dias por não pagar pensão a filha bastarda

Álvaro Dias, o Tio Patinhas do Paraná, há anos omite sua fortuna

Álvaro Dias sobre o governo tucano no Paraná: “Gastaram fortunas em publicidade enganosa.”

Pelo Twitter, Álvaro Dias diz não temer abutres… Ele não teme a si próprio

Print

Conheça o apartamento de FHC em Paris. Ele tem renda para isso?

Como a Globo deu o golpe da barriga em FHC e enviou Miriam para Portugal


%d blogueiros gostam disto: