Archive for the ‘Brasil’ Category

Ele nos distraiu de novo: O que o governo aprontou enquanto Bolsonaro mentia para proteger os filhos

20 de julho de 2019

Leandro Demori, via The Intercept Brasil em 20/7/2019

Bolsonaro soltou sua metralhadora de mentiras e impropérios durante a semana. O presidente que já mentiu em público mais de 200 vezes desde janeiro resolveu usar mais uma vez a estratégia para desviar a atenção dos filhos: um fritador de frango que sonha virar embaixador, outro enrolado com seu próprio laranjal miliciano. A cortina de fumaça serviu muito bem. Enquanto Bolsonaro inventava histórias sobre Miriam Leitão, o Brasil Real Oficial, uma newsletter escrita pelo jornalista Breno Costa, monitorou o estrago que o governo fez no país em poucos dias. Abaixo, alguns tópicos para que vocês repassem adiante. São essas as coisas que merecem nossa atenção.

Uma portaria (assinada pelo ministro da Educação, Abraham Weintraub) tirou das mãos dos reitores das universidades federais o direito de nomeação dos pró-reitores. As nomeações serão feitas agora pela Casa Civil e passarão pela aprovação da Secretaria de Governo. Ou seja: o governo concentra mais poder em Brasília e poderá, eventualmente, nomear pró-reitores para sabotar projetos ou tumultuar gestões. A destruição do conhecimento é, como se sabe, uma das etapas dos regimes autoritários.

Bolsonaro criou um grupo de apenas três pessoas, todas do governo federal, e deu prazo de somente 30 dias para concluir um “estudo” (use aspas, por favor) para a “simplificação do regime de outorga” da lavra garimpeira. Ou seja: em pouco tempo, deverá ser ainda mais fácil ter autorização para garimpar, sobretudo, ouro e diamante, no país que já sofre uma epidemia de garimpo e que sente a pressão de fundos bilionários ameaçando cortar ajuda à Amazônia pelo evidente compromisso do governo – e de Ricardo “Yale” Salles – com a destruição da floresta.

As Juntas Comerciais não são mais obrigadas, como eram desde 2014, a comunicar ao Coaf quando detectam sérios indícios de crimes registrados em documentos produzidos em suas dependências. O objetivo era ajudar os órgãos de controle a combater a lavagem de dinheiro. Agora, caberá a cada estado criar suas próprias regras. Por enquanto, não há regras. Os corruptos agradecem.

O governo decidiu levar o Conselho Superior do Cinema para a Casa Civil. O órgão estava no Ministério da Cultura. Isso concentra, mais uma vez, poder no núcleo de Brasília. Além de jogar o órgão no colo de Onyx Lorenzoni, o decreto ainda reduziu de nove para cinco o número de representantes da indústria do audiovisual e da sociedade civil no grupo. O governo também tinha nove cadeiras. Agora, tem sete. O governo virou maioria.

Em apenas uma semana, distraindo a opinião pública com mentiras e insanidades, Bolsonaro amassou ainda mais as universidades federais (responsáveis por 90% da pesquisa no país), apontou para mais destruição do meio ambiente por meio de uma farra do garimpo, afrouxou o combate à corrupção e se pôs em guerra com a indústria do audiovisual – que movimenta bilhões. Bolsonaro é um trator em movimento. Cabe prestar menos atenção no ronco do motor e mais nas implacáveis esteiras.

Para defender Miriam Leitão de Bolsonaro, Globo ataca Lula e PT

20 de julho de 2019

Moisés Mendes em 19/7/2019

Para defender Miriam Leitão dos ataques de Bolsonaro, a Globo faz no Jornal Nacional o que sempre fez. Atacou Lula e o PT porque no século 20 também teriam atacado a jornalista.

Ninguém manda Miriam Leitão ser isentona, fofa e golpista.

Ela e a Globo merecem os Bolsonaro, o pai e os filhos, que ajudaram a criar. A criatura é deles. Que se entendam.

A Globo defendeu Glenn Greenwald dos ataques das hienas bolsonaristas em Paraty? Não disse nada. Acovardou-se.

Bolsonaro é uma invenção dos que inventaram o golpe e se submeteram ao comando da extrema-direita e dos fascistas.

A Globo e Bolsonaro pertencem, na origem, à mesma turma e agora estão apenas em facções inimigas.

Leia também: Leandro Fortes: Miriam Leitão não é vítima, mas parte desse processo

REDES SOCIAIS

Sorria, você está sendo enganado: Aplicativo que envelhece rostos é cobrado e você nem sabe

20 de julho de 2019

O PREÇO DA BRINCADEIRA DE ENVELHECER O ROSTO COM APLICATIVO OBSCURO: VOCÊ PODE ESTAR VENDENDO SUA ALMA
Daniel Trevisan, via DCM em 19/7/2019

Google e Apple serão multadas pelo Procon de São Paulo em 9,7 milhões de reais cada uma por conta de um aplicativo que virou febre não só no Brasil, o FaceAPP, que envelhece os rostos.

Pode ser que as dois gigantes da internet nunca recolham esse valor, já que podem recorrer e, como se trata de uma medida administrativa, o caminho para a efetiva punição ainda é muito longo e incerto.

A violação atribuída às empresas é distribuir um aplicativo que capta informações de usuários sem atender à legislação do consumidor.

Alguém pode perguntar: Como assim consumidor? Eu não pago nada para baixar o aplicativo…

Este é o primeiro equívoco de quem usa a internet, ou seja, 99,9% da população.

Não existe nada de graça. Nem na internet. Nem fora dela. Como diria Milton Friedman, o guru liberal, alguém sempre paga a conta.

No caso do FaceApp, a conta é pesada: o usuário fornece dados que podem ser compartilhados por empresas coligadas à que desenvolveu o aplicativo, na Rússia.

“Você concede ao FaceApp uma licença perpétua, irrevogável, não exclusiva, isenta de royalties, global, totalmente paga, sublicenciável e transferível para usar, reproduzir, modificar, adaptar, publicar, traduzir, criar trabalhos derivados, distribuir, executar publicamente e exibir seu Conteúdo de Usuário e qualquer nome, nome de usuário ou imagem fornecidos em conexão com o seu Conteúdo de Usuário em todos os formatos e canais de mídia atualmente conhecidos ou desenvolvidos posteriormente, sem qualquer compensação para você”, diz o termo de uso que o usuário aceita ao fazer o download na Apple na Google Play Store.

O preço pago é este: o usuário fornece os dados em troca do direito de brincar com a ferramenta digital.

E pior: poucos têm condições de saber que o termo de uso representa uma carta branca à empresa que desenvolveu o aplicativo.

O texto está em inglês.

“Todos os aplicativos que fazem essa brincadeira de colocar a pessoa mais velha ou virar uma princesa não são gratuitos. Você não paga em dinheiro, você paga em dados para eles. A intenção desses aplicativos é coletar dados”, diz Leandro Alvarenga, especialista em negócios e privacidade dos meios digitais.

E o que fazem com os dados?

Este é um mistério.

O diretor executivo do Procon, Fernando Capez, acha que, numa hipótese extrema, poderia estar sendo criado um serviço de monitoramento semelhante ao que ocorreu através da NSA, a empresa norte-americana ligada ao serviço de inteligência norte-americano, que bisbilhotou até Dilma Rousseff, quando presidia o Brasil.

O FaceApp, que está no topo dos ranking dos aplicativos mais baixados na internet nos últimos meses, deixa uma lição: em tempos de internet, privacidade ficou mais difícil e haverá alguém usando as nuvens para saber quem você é, o que faz, do que gosta, por onde anda.

É o verdadeiro Big Brother.

***

NOVO GOLPE ENVOLVENDO APP QUE ENVELHECE ENGANA MILHARES DE PESSOAS
Criminosos oferecem na internet suposta versão “Pro” do FaceApp.
Raphael Hernandes, via UOL em 19/7/2019

Se aproveitando da popularidade recente do FaceApp, aplicativo de manipulação de imagens que voltou a bombar nas redes sociais nos últimos dias ao envelhecer rostos, criminosos têm oferecido na internet supostas versões premium do serviço gratuitamente. É golpe e, em uma das tentativas de disseminar o conteúdo falso, cerca de 100 mil pessoas clicaram.

Na realidade, a versão “Pro” do FaceApp é oferecida dentro do próprio app em um sistema de assinatura.

Segundo alerta emitido pela empresa de cibersegurança Eset, a versão “premium” gratuita é oferecida em um site falso que tenta imitar o do FaceApp. O ataque é focado em usuários de Android.

Para obter o suposto app, as vítimas são obrigadas a clicar em anúncios, a preencher pesquisas e a instalar aplicativos pagos. Essas ações ajudam a encher os bolsos dos criminosos, que lucram com a atenção dos usuários em acompanhar os anúncios. A página ainda pede para ativar notificações no telefone, que levarão a novas ofertas falsas.

Por fim, explica a Eset, é feito o download do FaceApp para o telefone – o mesmo de sempre, não uma versão turbinada, como a prometida. O problema: ele não é baixado na loja oficial do Google, o que permitiria aos criminosos instalar vírus no telefone em vez do aplicativo.

De acordo com Daniel Barbosa, pesquisador de cibersegurança da Eset, links para essa página – e outras com atividade semelhante – podem ser encontrados em buscas na internet, bem como em vídeos no YouTube ou compartilhadas em aplicativos de mensagens, como o WhatsApp.

Esse tipo de farsa é comum, explica, e outras com comportamento semelhante devem aparecer.

Por isso, deve-se tomar cuidado com o conteúdo enviado por terceiros (e sempre suspeitar). “É importante adotar ferramentas de proteção, manter o celular atualizado e não clicar em links de correntes”, alerta Barbosa.

O FaceApp caiu no gosto do público pela primeira vez em 2018, quando passou a oferecer a opção de “trocar o gênero” dos usuários. Por meio de inteligência artificial, também transformou internautas em crianças.

[…]

PT divulga nota de repúdio ao fascismo de Bolsonaro contra o Nordeste

20 de julho de 2019

Via PT na Câmara em 20/7/2019

NOTA DE REPÚDIO
O Partido dos Trabalhadores e as suas bancadas na Câmara e no Senado repudiam o tratamento preconceituoso de Jair Bolsonaro manifestado contra o povo nordestino, quando o presidente usou um conhecido termo depreciativo para se referir aos governadores da região.

Ademais, também merece repúdio a sua declaração que viola explicitamente os artigos 19 e 37 da Constituição Federal, ao determinar ao seu chefe do gabinete da Casa Civil, em relação ao governador do Maranhão, Flávio Dino (PCdoB), que não deveria “ter nada com esse cara”.

Já é de amplo conhecimento da sociedade brasileira que Bolsonaro usa o Executivo federal para promover seus interesses políticos e pessoais, ao arrepio da lei e em detrimento dos princípios que a Carta Magna consagra como conduta a ser observada por autoridades públicas.

Esse episódio torna ainda mais evidente a inépcia do atual ocupante da presidência da República e os parlamentares do PT no Congresso Nacional seguirão vigilantes e ativos no papel de fiscalizar e denunciar os desmandos e irregularidades deste governo.

Brasília, 19 de julho de 2019.

Gleisi Hoffmann
Presidenta do PT

Deputado Paulo Pimenta (PT/RS)
Líder do PT na Câmara

Senador Humberto Costa (PT/PE)
Líder do PT no Senado

Glenn Greenwald é cruel com as taras bolsonaristas

20 de julho de 2019

Moisés Mendes em 19/7/2019

O jornalista Glenn Greenwald cometeu a maior crueldade com os militantes da extrema-direita nas redes sociais. Ao dizer que o Intercept não irá divulgar mensagens que contenham intimidades do pessoal da Lava-Jato, Greenwald cortou o barato do bolsonarismo.

O jornalista deixou claro que não fará com Moro, Dallagnol e suas turmas o que Moro fez com Lula, ao grampear e enviar para a Globo diálogos sem nenhuma conotação política. Essa decisão do Intercept foi anunciada desde o começo, mas a extrema-direita ainda tinha esperança.

Os bolsonaristas querem mensagens que acionem suas taras. Os textos falsos que estariam circulando pela internet, com informações sobre intimidades de lavajatistas, mexeram com as fantasias dos adoradores de Bolsonaro.

Muitas das analogias primárias que eles tentam fazer, para refletir sobre qualquer assunto, passam pela ideia da sacanagem. O próprio Bolsonaro é o autor da frase que melhor expressa essa fantasia doentia. “O Brasil é uma virgem que todo tarado quer”.

Machismo, estupro, homofobia, violência são componentes presentes publicamente nas taras da extrema-direita. Por isso Greenwald frustra muita gente excitada ao sonegar a possibilidade de divulgação de mensagens íntimas.

O bolsonarista quer mensagens íntimas, as mais devassas possíveis, mesmo que sejam contra os gurus deles. Eles só conseguirão entender o que se passava na Lava-Jato se tiverem acesso a sacanagens.

O bizarro é o combustível do fascista. Como o Intercept não irá divulgar nada do que eles pedem, é provável que eles mesmos passem a criar mensagens com suas obsessões. O fascista é um depravado exibicionista e insaciável.

REDES SOCIAIS


%d blogueiros gostam disto: