Pela 41ª vez, Ministério Público adia julgamento do caso do Power Point de Dallagnol contra Lula

Foto: Reprodução/MPF.

Via Antopofagista em 18/8/2020

O procurador Deltan Dallagnol, coordenador da força-tarefa da Lava-Jato, voltou a se beneficiar no Conselho Nacional do Ministério Público, que adiou na terça-feira [18/8] pela 41ª vez o caso do Power Point contra o ex-presidente Lula.

A mesma ação, que estava na pauta da sessão do órgão nesta manhã, já foi adiada outras 40 vezes. O vice-procurador-geral da República, Humberto Jacques de Medeiros, que conduziu a sessão, passou outros casos na frente, deixando esse processo de fora.

O caso, que julgaria um recurso apresentado pela defesa de Lula, continua em pauta e pode ser chamado na próxima sessão. Os advogados do ex-presidente argumentam que, na apresentação, Deltan mostrou Lula como culpado antes de ser julgado, e acusados de ter cometido atos que ainda estavam sendo investigados.

Na segunda-feira [17/8], duas decisões de ministros do Supremo Tribunal Federal beneficiaram o procurador, que chama as ações de “perseguição” contra ele. A primeira de Luiz Fux, que suspendeu a advertência aplicada contra Deltan em novembro de 2019 por críticas ao STF, e a segunda de Celso de Mello, que afetou outros dois processos.

No julgamento de hoje, o relator do caso, Luiz Fernando Bandeira de Mello Filho, falou sobre possível candidatura do lavajatista nas eleições de 2022 para justificar o seu possível afastamento.

REDES SOCIAIS

 

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: