Haddad: STF deve responder à ameaça de golpe de Bolsonaro e devolver a Lula seus direitos políticos

“O resto é com o soberano: o eleitor!”, disse ainda o ex-prefeito de São Paulo.

Via Revista Fórum/ em 6/8/2020

O ex-prefeito de São Paulo Fernando Haddad afirmou em sua conta do Twitter, na quinta-feira [6/8], que o STF (Supremo Tribunal Federal) “tem a chance de responder à ameaça de golpe de Bolsonaro. Cumprindo sua missão constitucional e fazendo o que dele se espera: Justiça”.

Além disso, Haddad disse ainda que “Moro fez política e merece ser declarado parcial. Devolver a Lula seus direitos políticos é o mínimo. O resto é com o soberano: o eleitor!”

Haddad se refere em seu post a dois fatos recentes. No primeiro deles, reportagem de Monica Gugliano na edição de agosto da revista Piauí divulgada nesta quarta-feira revela que Bolsonaro anunciou a ministros militares que iria mandar tropas para fechar o STF no dia 22 de maio, após o ministro Celso de Mello pedir parecer à Procuradoria-Geral da República (PGR) sobre a possível apreensão do aparelho celular do presidente e do filho, Carlos.

Já em relação o ex-juiz Sérgio Moro, a 2ª turma do STF decidiu nesta terça-feira, por 2 votos a 1, pela retirada de delação premiada do ex-ministro Antônio Palocci da ação contra o ex-presidente Lula. Segundo a Corte, Moro, que instruía o processo, incluiu a colaboração de Palocci com o objetivo de afetar o primeiro turno das eleições de 2018. A corte reconheceu “quebra de imparcialidade” do, agora, ex-ministro da Justiça de Bolsonaro.

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: