O que os filósofos diriam sobre o coronavírus?

Lista elaborada pelo prof. dr. Rodrigo Duarte do Departamento de Filosofia da UFMG.

PLATÃO: fiquem na caverna, porra!

NIETZSCHE: fique em casa, por mais difícil que seja suportar sua própria presença.

DESCARTES: habito, ergo sum.

HEGEL: tese: fique em casa; antítese: fique em casa; síntese: fique em casa.

HERÁCLITO: não se pega duas vezes o mesmo vírus.

BUDA: a paz vem de dentro de você mesmo. O vírus, de fora. Fique em casa.

ROUSSEAU: o homem é bom por natureza, mas o vírus o corrompe.

ARISTÓTELES: o vírus está apenas cumprindo seu papel no Cosmos ao infectar corpos.

SÓCRATES: a verdade sobre o vírus já está dentro de você. Tomara que o vírus não.

SANTO AGOSTINHO: a medida de amar é amar longe.

FRANCISCO DE ASSIS: onde houver vírus, que eu leve álcool gel.

PROTÁGORAS: o vírus é a medida de todas as coisas.

HANNAH ARENDT: para o vírus, matar é uma tarefa banal e cotidiana.

MARTIN LUTHER KING: I have a virus.

KANT: duas coisas me enchem a alma de crescente admiração e respeito, quanto mais intensa e frequentemente o pensamento delas se ocupa: o céu estrelado lá fora e eu aqui dentro.

VOLTAIRE: se o vírus não existisse, seria preciso inventá-lo.

FREUD: O vírus dá plena vazão a suas pulsões reprodutivas porque não é reprimido sexualmente, na infância, pela civilização.

JUNG: o medo arquetípico do vírus é uma herança entregue a nós pelo inconsciente coletivo.

WITTGENSTEIN: aquilo que não se pode contrair, não se pode transmitir.

MIKHAIL BAKHTIN: não há possibilidade de neutralidade, todo vírus é ideológico.

BERTOLT BRECHT: primeiro o vírus infectou os chineses, e você não disse nada, depois infectou os italianos, e você não disse nada, depois os espanhóis, e você não disse nada, agora o vírus te infectou, e você já não pode dizer nada.

JACQUES DERRIDA: o objetivo de todo vírus deve ser a desconstrução do corpo infectado.

BAUMAN: a maior evidência da sociedade líquida é sua dependência do álcool.

VILÉM FLUSSER: O dna do vírus não pode ser decodificado porque a escrita acabou.

FOUCAULT: esses métodos que permitem o controle minucioso das operações do corpo são o que podemos chamar vírus.

WALTER BENJAMIN: a reprodutibilidade excessiva e sem freios do vírus traz como consequência a perda de sua aura de sacralidade.

SIMONE DE BEAUVOIR: não se nasce infectado, torna-se infectado.

SARTRE: nada a retificar, o inferno são os outros.

PROVÉRBIO POPULAR: se o vírus não vai até a pessoa, a pessoa vai até o vírus.

MARX: trabalhadores do mundo, separai-vos.

JUDITH BUTLER: o fato de esta lista ser composta por 95% de homens revela como a história da humanidade é a história da dominação patriarcal. Homens são o verdadeiro vírus.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: