Perseguição continua: TRF4 nega anulação de sentença contra Lula após comprovação de pagamento de delatores

Via Brasil 247 em 23/7/2020

O Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF4) negou na quarta-feira [22/7] um pedido apresentado pela defesa do ex-presidente Lula para que delações da Odebrecht no caso do sítio de Atibaia fossem anuladas. Os desembargadores rejeitaram o recurso por unanimidade, em sessão que durou oito minutos nesta tarde.

No pedido, o advogado do ex-presidente, Cristiano Zanin Martins, argumentou que a empresa paga salários aos 77 delatores ligados ao grupo, e que uma planilha da empreiteira prova que os delatores passaram a receber o dinheiro depois que aderiram às narrativas defendidas pela força-tarefa da Lava Jato, informa a jornalista Bela Megale, de O Globo.

Zanin chegou a apresentar uma questão de ordem solicitando que o julgamento de hoje fosse suspenso até que o mandado de segurança sobre a atuação do FBI junto aos procuradores da Lava Jato fosse julgado, mas o pedido também foi rejeitado pelo TRF4. O advogado do ex-presidente pretende recorrer da decisão.

***

EM SESSÃO DE 8 MINUTOS, TRF4 NEGA RECURSO DE LULA NO CASO ATIBAIA
TRF4 também rejeitou a suspensão do julgamento até que o STJ aprecie um mandado de segurança sobre a cooperação internacional irregular da Lava-Jato.
Via Jornal GGN em 23/7/2020

Em sessão que durou apenas 8 minutos, o Tribunal Regional Federal da 4ª Região negou pedido da defesa de Lula para anular a validade jurídica do depoimento de delatores da Odebrecht.

O advogado Cristiano Zanin apresentou uma planilha mostrando que a Odebrecht banca um pagamento mensal para 77 delatores. Na visão da defesa, esse documenta evidencia que as delações aderiram à narrativa da Lava-Jato porque os delatores tiveram uma contrapartida financeira.

O recurso foi negado por unanimidade na 8ª Turma do TRF4, que manteve a validade dos depoimentos no caso Atibaia.

Entre outros pedidos, o TRF4 também rejeitou a suspensão do julgamento até que o Superior Tribunal de Justiça (STJ) julgue um mandado de segurança sobre a cooperação internacional irregular da Lava-Jato e as relações obscuras com o FBI, DOJ e outros órgãos.

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: