Cúpula militar genocida reage às palavras de Gilmar Mendes

Carlos Henrique Machado Freitas, via Antropofagista em 13/7/2020

O governo genocida de Bolsonaro tem o maior contingente de militares da história. Ou seja, Gilmar Mendes tem razão!

Não entendi o manifesto escrito pela cúpula das Forças Armadas contra as declarações de Gilmar Mendes.

Que mentira ele falou?

O general da ativa, Eduardo Pazuello, não está ministro da Saúde de um governo que, como mostra hoje artigo no El País, é considerado genocida no mundo pela forma como lida com a pandemia?

Não foi Villas Bôas, ainda chefe das Forças Armadas, que escreveu um bilhete no twitter, lido no Jornal Nacional, ameaçando o STF em um julgamento que poderia beneficiar Lula e ele ser candidato e derrotar Bolsonaro?

Não foi o mesmo Villas Bôas que, depois, deu uma de Moro e se empregou no governo genocida de Bolsonaro?

Qual parte dessa história entre militares e Bolsonaro eu perdi?

Alguém minimamente sério acha que Gilmar Mendes errou quando disse que o Exército está se associando a esse genocídio que já soma mais de 72 mil brasileiros mortos pela covid-19?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: