Bolsonaro não quer depor pessoalmente na PF no inquérito em que é investigado

Jair quer que o STF o autorize a se manifestar por escrito.

Via Painel da Folha em 29/6/2020

Recado Auxiliares de Jair Bolsonaro informaram ao Supremo nos últimos dias que o presidente gostaria que o ministro Celso de Mello autorizasse a possibilidade de seu depoimento ser por escrito no inquérito em que apura interferência na Polícia Federal.

Passado O procurador-geral da República, Augusto Aras, deve se manifestar no mesmo sentido, lembrando precedente do ex-presidente Michel Temer (MDB), autorizado por Barroso a não comparecer pessoalmente na oitiva em 2017.

Na época, o ministro do STF disse que o emedebista poderia escolher o que preferisse.

Por lei, autoridades têm prerrogativa de responder por escrito em caso de prestar depoimento como testemunha. Assim como Temer, Bolsonaro vai ser ouvido na condição de investigado.

Decide Na sexta-feira [26/6], Celso de Mello pediu à PGR para se manifestar sobre o desejo da Polícia Federal de ouvir o presidente da República.

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: