Caderneta de Queiroz tem contato de agente da PF que é ligado ao clã Bolsonaro

Jair Bolsonaro e Eduardo Bolsonaro confraternizam com Fabrício Queiroz, amigo da família Bolsonaro há mais de 30 anos.

Via Brasil 247 em 21/6/2020

Investigadores encontraram em dezembro de 2019 na caderneta de Fabrício Queiroz um papel em que estava escrito: “Aroldinho federal” e “Aroldinho pode chegar até o Queiroz caso seja preço (sic)”. Para os investigadores, trata-se de Aroldo Mendonça, agente da PF aposentado, conhecido do clã Bolsonaro.

Nas redes sociais, Aroldo se apresenta como “filho, pai, trabalhou com o pai, entrou na PF e hoje está com Bolsonaro”. Ele também é dono de franquia da loja de chocolates Kopenhagen, afirma que não é amigo de Flávio Bolsonaro, mas que fez campanha para ele e esteve com ele só em eventos políticos. A exceção foi uma vez em que jogaram bola, diz.

O agente diz ter estado pessoalmente com Queiroz só três vezes, na mesma época, quando trocaram números de telefone.

As únicas mensagens que mandaram um ao outro, diz, foram sobre eventos de campanha, para saber onde estava Flávio e coisas do tipo.

“Se não nem tive contato com o tal Queiroz solto, imagine preso”, argumenta. Sobre a loja de chocolates, diz ser “pura coincidência”.

Ele diz que na segunda [22/6], com seu advogado, vai se colocar à disposição da Justiça para fornecer qualquer informação que possa interessar à investigação.

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: