Com outra charge, Aroeira contra-ataca censura da Secom

A Secretaria Especial de Comunicação (Secom) do governo federal publicou no Twitter uma mensagem ao jornalista Ricardo Noblat e ao chargista Renato Aroeira, onde afirma que os dois serão alvo de processo por falsa imputação de crime contra o presidente, Jair Bolsonaro (sem partido).

O jornalista compartilhou a charge desenhada por Aroeira em que Bolsonaro é flagrado com um balde e um pincel pintando a cruz de um hospital para que se torne uma suástica nazista. O presidente também diz “bora invadir outro”, remetendo a fala de Bolsonaro em que incentivou que apoiadores invadissem hospitais para checar o número de leitos ocupados.

Após o tuíte da Secom, Aroeira respondeu com outra charge:

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: