Dante Mantovani, presidente da Funarte: “Rock ativa drogas, sexo, aborto e satanismo”.

O maestro Dante Mantovani foi nomeado pelo presidente Jair Bolsonaro. Foto: Divulgação.

Elvis, Beatles e até a CIA estariam envolvidos em um conluio contra a moralidade dos jovens. É o que analisa Dante Mantovani.

Via CartaCapital em 2/12/2019

“O rock ativa as drogas, que ativa o sexo, que ativa a indústria do aborto”. A fala é do novo presidente da Funarte (Fundação Nacional de Artes), Dante Mantovani, um maestro de Londrina que foi nomeado na segunda-feira [2/12] ao cargo por Jair Bolsonaro. A análise está em um vídeo publicado no canal do YouTube de Mantovani que traz, além da associação em escala feita pelo novo presidente, outros pontos de uma indústria cultural que busca destruir a moral.

No vídeo, Mantovani comenta longamente sobre a Escola de Frankfurt e a relação dos filósofos com a cultura, em especial, a música. Para isso, exemplifica usando a banda inglesa The Beatles. “Eles precisavam destruir as famílias norte-americanas porque elas eram a sustentação do capitalismo”, diz, relacionando os quatro britânicos a um plano da União Soviética de dominação global.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: