Em prova de português, colégio adventista do Pará pergunta: “Como evitar o homossexualismo?”

Capa do livro De bem com você, usado como apoio na prova de consulta.

Prova de gramática se baseou em livro que prega que homossexualidade é um “desvio de comportamento” aprendido na infância.

Guilherme Lúcio da Rocha, via BuzzFeed Brasil em 20/11/2019

Um colégio adventista de Belém (PA) aplicou, na segunda-feira [18/11], uma prova de língua portuguesa para estudantes do 9º ano do ensino fundamental com uma série de perguntas sobre “homossexualismo” [sic]. Entre as questões, estavam perguntas como “O homossexualismo tem perdão?” e “Como evitar o homossexualismo?”

O viés discriminatório da prova de português gerou uma forte reação nas redes sociais depois que o irmão de uma estudante resolveu expor o caso no Instagram. No Twitter, o termo “Colégio Adventista” estava entre os mais comentados na manhã de terça [19/11].

O BuzzFeed News entrou em contato com a escola, que confirmou o teor das perguntas, mas não respondeu o que exatamente a condenação de uma determinada orientação sexual tem a ver com gramática.

A prova foi entregue aos alunos e poderia ser levada para casa e feita com consulta do livro De bem com você, de Sueli Nunes Ferreira e Marcos de Benedicto.

No livro, os autores rejeitam o uso do termo “homossexualidade”, considerado menos discriminatório por não equiparar a orientação sexual a uma doença, e dizem que se trata de um “desvio de comportamento”.

Conforme os autores, “o homossexualismo é ‘aprendido’: a pessoa ‘decide’ se tornar homossexual na infância”.

Quem trouxe o caso à tona foi Herisson Lopes, 26, depois de ouvir sua irmã, aluna da escola, discutir com um colega de sala sobre as questões da prova de português.

“Estava no quarto, fui até a cozinha e vi ela discutindo sobre as questões com um colega de sala, falando sobre a gravidade das perguntas. Quando li, fiquei assustado”, disse ele, ao BuzzFeed News, por telefone.

“Hoje pela manhã, fui até o colégio para tentar entender o que aconteceu exatamente. A coordenação da escola me informou que é um livro paradidático. A coordenadora falou que não sabia da circulação desse livro dentro da sala. Eu fico indignado porque não se tem conhecimento formal da coordenação pedagógica da escola”, afirmou Lopes.

O que diz a escola
Em nota, o Colégio Adventista de Correios, em Belém, afirmou que “as questões contidas no questionário tinham como objetivo colher as diversas opiniões e sentimentos sobre a temática em estudo e davam a cada estudante a oportunidade de expressar livremente sua opinião. Um livro serviu como auxílio na tarefa, o que ocorre em várias disciplinas” e que “acima de tudo, respeita todos os indivíduos sem qualquer tipo de discriminação sexual, racial, religiosa, ou de outra natureza”.

***

SUPLETIVO
Leandro Fortes em 20/11/2019

Sobre as perguntas feitas, em uma prova, a alunos de um colégio adventista (sic) de Belém, no Pará, seguem as respostas:

Como evitar o homossexualismo?
R:
Aprendendo que essa palavra sequer existe. O certo é homossexualidade. O que, aliás, não precisa ser evitado, a não ser que você seja um idiota preconceituoso. Nesse caso, melhor evitar qualquer tipo de ser humano.

A pessoa nasce ou se torna homossexual?
R:
Não é da sua conta. As pessoas nascem e se tornam o que quiserem.

A Bíblia condena a relação homossexual?
R:
A Bíblia condena adúlteras à morte por apedrejamento. Deixem de ser ridículos e vão ler Harry Potter, que pelo menos é uma fantasia bem escrita.

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: