Após se humilhar para entrar na OCDE, Bolsonaro pede explicação a Trump sobre ausência do Brasil na entidade

Donald Trump e Jair Bolsonaro nos bastidores da Assembleia Geral da ONU em 24/9/2019. Foto: Alan Santos/PR.

Mônica Bergamo em 11/10/2019

O governo brasileiro soube há um mês que os EUA enviaram uma carta à OCDE (Organização de Cooperação e de Desenvolvimento Econômico) apoiando o ingresso apenas da Argentina e da Romênia na entidade. E procurou na época o governo norte-americano para ter explicações.

LISTA
A equipe de Jair Bolsonaro trabalhava até então com a possibilidade de os EUA formalizarem, ainda neste ano, apoio para a entrada dos países na seguinte ordem: Argentina e Romênia em 2019, Brasil em maio de 2020 e Peru em dezembro, e a Bulgária, em maio de 2021.

MALOTE
A OCDE, segundo integrante do governo, chegou a enviar uma carta aos EUA confirmando a ordem. Os norte-americanos responderam aprovando apenas Argentina e Romênia – e deixando o Brasil de lado.

BALANÇA
Ao buscar os EUA, a equipe de Bolsonaro ouviu que o problema não era com o Brasil e sim com uma expansão desenfreada de membros sem que a OCDE seja reformada. Os EUA se preocupam com o fortalecimento da União Europeia na entidade.

FAVAS CONTADAS
A informação da carta dos EUA à OCDE chegou também ao STF (Supremo Tribunal Federal), por meio de diplomatas estrangeiros.

[…]

Leia também: Bastidores da OCDE: Trump trai Bolsonaro para atingir seus objetivos

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: