CPI da Lava-Toga racha base de Bolsonaro e separa defensores do governo de lavajatistas

Daniella Lima, via Painel da Folha em 17/9/2019

Deixa que eu deixo A chamada CPI da Lava Toga, que investigaria o Judiciário, dividiu a base bolsonarista. Youtubers que apoiam o governo tentam demover apoiadores do presidente de irem a manifestações convocadas para o dia 25 pela direita lavajatista em defesa da apuração, que é um incômodo para o Supremo.

Todo lugar é lugar Renan Calheiros (MDB-AL) foi indicado para compor a CPMI das fake news. O senador quer levar ao palco deste colegiado a discussão sobre as mensagens de Deltan Dallagnol e Sérgio Moro reveladas pelo The Intercept, apesar de elas estarem no centro de outra investigação parlamentar.

Alvo Descontada a provocação, o objetivo do senador na CPMI, dizem seus aliados, é provocar discussão sobre o aperfeiçoamento da lei que regulamenta atuações na internet. Renan busca fórmula para inibir a ação de robôs que propagam conteúdos falsos ou difamatórios.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: