Glória à vaidade: Monumento proposto por Deltan revela também mais crimes

Deputado Rogério Correia, via Facebook em 21/8/2019

Evangélico que se diz praticante, Deltan Dallagnol certamente conhece a história do bezerro de ouro, aquela imagem trágica adorada como um deus que levou Moisés, o personagem bíblico, à ira.

Sobre o assunto, disse o Papa Francisco recentemente: “Criamos novos ídolos. A adoração do antigo bezerro de ouro encontrou uma nova e cruel versão na idolatria do dinheiro e na ditadura de uma economia realmente sem fisionomia nem finalidade humanas.”

Impressiona a qualquer um o nível da vaidade desse senhor chamado Deltan Dallagnol. As novas revelações da Vaza-Jato, trazidas a público hoje pela Folha de S. Paulo, revelam que ele idealizou a construção de um monumento para a sagração da força tarefa em Curitiba.

Até Sérgio Moro, aquele cuja soberba levou a aceitar ser ministro de Bolsonaro, até o ex-juiz considerou a ideia ridícula e perigosa. E é aí que temos mais revelações da estrutura criminosa como foi conduzida a Lava-Jato, ao menos nos inquéritos julgados por Moro. O diálogo entre Deltan e o hoje ministro da Justiça revela, mais uma vez, a posição de um subalterno e seu chefe. O subalterno, mesmo sendo oficialmente coordenador da Lava-Jato, tem uma ideia e decide submetê-la àquele com quem deveria manter apenas relações formais. À crítica de Moro, Deltan desiste do monumento.

Essa é mais uma das histórias que ficarão famosas. Felizmente, graças ao trabalho do The Intercept, não ficará mais confinada a seus praticantes.

Outro trecho, por exemplo, revela como Deltan é um covarde com seus colegas: sempre que a coisa apertava, jogava a culpa para terceiros. Ante à oposição aparente de Moro sobre o monumento, soltou um “a Paula mesmo adorou e se empolgou”.

É sempre bom lembrar: é essa turma que botou na cadeia o líder disparado das pesquisas eleitorais no ano passado, sem apresentar provas e apelando a um “ato de ofício indeterminado” na sentença.

O resultado dessa lambança está aí, no desgoverno Bolsonaro, sério candidato a pior presidente da história brasileira.

Leia também: Intercept/Folha: Deltan queria fazer um monumento à Lava-Jato, mas Moro previu crítica à “soberba”

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: