O Brasil é a Argentina amanhã: Após derrota de Macri nas eleições primárias, juros chegam a 74% e dólar dispara 30%

A FALÊNCIA ARGENTINA É O FUTURO DO BRASIL
Via A Postagem em 13/8/2019

A Argentina tá vendo um filma repetido, já vivido nos anos 1990, com Carlos Menem. A repetição da bancarrota Argentina tem exatos os mesmos ingredientes, fuga de capitais, redução do estado, fim de políticas sociais, crescimento da pobreza, concentração de renda e outros clássicos da política neoliberal.

A vitória da oposição de esquerda nas primárias, com Cristina Kirchner como vice na chapa de Alberto Fernandez, mostra que a impopularidade do estado mínimo é grande, mostrando o futuro próximo, no Brasil.

Já o mercado financeiro reagiu com fuga de capitais, elevando o valor do dólar, em mais de 30%, em apenas 6 horas, e a resposta “brilhante” de Maurício Macri é a elevação absurda da taxa básica de juros, similar à nossa Selic, para 74%.

Para se ter uma ideia, nessa taxa de juros, a dívida pública Argentina duplica de tamanho a cada 1,5 ano. A manutenção dessa taxa fará com que o próximo governo, provavelmente de esquerda, receba um país completamente falido e com uma moratória inevitável. Macri salva o mercado financeiro e mata o país.

Já o Brasil, só não quebrou assim, ainda, por que os governo do PT deixaram mais de US$360 bilhões em caixa. O que garante que o país tem liquidez em dólar, para segurar qualquer disparada da moeda norte-americana.

A vitória da esquerda, em primeiro momento, não significa sua vitória final, já que as mesmas táticas de notícias falsas aplicadas aqui, por Jair Bolsonaro, foram e serão utilizadas na Argentina. Mas, vale uma observação importante, se por lá não houve golpe de estado, apenas um golpe eleitoral aplicado pela mídia e o judiciário, no padrão Lava-Jato, a mudança dos ventos pode significar o futuro próximo do Brasil. Afinal, na Argentina ocorreu dois anos antes que aqui.

Leia também:
Dilma celebra vitória de chapa de Kirchner na Argentina: “Luz no fim do túnel”.
Argentina: Bolsonaro ameaça destruir Mercosul se Macri perder
Chapa Alberto Fernández/Cristina Kirchner vence Macri com folga nas eleições primárias argentinas

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: