Bolsonaro submete Moro a vexame inédito com a ordem para demitir Ilona

Via Painel da Folha em 1º/3/2019

CONSTRANGIMENTO NO GOVERNO
Ao exigir que Sérgio Moro (Justiça) desligasse a especialista Ilona Szabó do Conselho Nacional de Política Criminal e Penitenciária, Bolsonaro submeteu o ministro a inédito constrangimento interno. Nem na pasta o episódio foi bem digerido.

Segundo aliados do presidente, ele demonstrou profunda irritação com a nomeação de Ilona – especialmente depois de ter passado o dia recebendo mensagens com cobranças de apoiadores. A especialista é defensora do desarmamento.

O Conselho Nacional de Política Penitenciária perderá mais uma integrante. A promotora Mônica Barroso, atacada ao lado de Ilona nas redes, pediu exoneração. Seu mandato iria até 2020. Ela já queria sair, mas antecipou a decisão para a quinta [28/2].

***

MORO ENCOLHEU A PRÓPRIA CADEIRA
Bernardo Mello Franco em 28/2/2019

Ao revogar a nomeação de Ilona Szabó, o ministro Sérgio Moro deu mais um passo para encolher a própria cadeira.

Sua autoridade foi insuficiente para bancar uma única escolha num conselho de 26 integrantes.

O ministro já havia se curvado ao chefe na discussão do decreto das armas.

Leia também:
Moro abre crise na justiça ao se render as milícias bolsonaristas
Sobre a exoneração de Ilona Szábo: “Moro é movido a likes”, diz presidente do Conselho de Direitos Humanos
Pressionado por milicianos do governo que faz parte, “superministro” Moro desnomeia a pesquisadora Ilona Szabó

REDES SOCIAIS

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: