Apresentado por um deputado ex-gay, ex-bandido e ex-drogado, Bíblia é o tema do primeiro projeto da Câmara

Pastor Sargento Isidório se autoproclama “ex-gay”, “ex-bandido” e “ex-drogado”.

Patricia Faermann, via Jornal GGN em 5/2/2019

O primeiro projeto na Legislatura de 2019 da nova Câmara dos Deputados eleita quer tornar a Bíblia um “patromônio nacional” e foi protocolado pelo deputado Pastor Sargento Isidório (Avante/BA), reconhecido por se autoproclamar “ex-gay”, “ex-bandido” e “ex-drogado”.

O pastor estava como o segundo da fila dos deputados que queriam protocolar projetos na primeira sessão da Câmara, na segunda-feira [4/2]. Mas a história de que a bíblia teria “curado” ele, que teria deixado de ser gay pela palavra sagrada, sensibilizou a deputada Carla Zambelli (PSL/SP), que deu o primeiro lugar na fila ao parlamentar.

Assim, o projeto que quer “declarar a Bíblia Sagrada como patrimônio nacional, cultural e imaterial do Brasil”, do pastor Sargento Isidório, é o primeiro da nova legislatura eleita.

“Como ex-gay, posso dizer: eu sou curado”, disse, a explicar que “a palavra de Deus” o ajudou a deixar de ser homossexual. Junto com a da Bíblia, outras 415 propostas foram registradas pelos novos parlamentares na segunda-feira [5/2], na Câmara.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: