Como Paulo Freire inspirou uma das melhores escolas dos Estados Unidos

Combatida por segmentos obscurantistas no Brasil, filosofia freiriana é usada em colégio premiado para proporcionar uma aprendizagem diferenciada e centrada no aluno, integrando a comunidade escolar.

Glauco Faria, via RBA em 27/1/2019

m 2014, a escola estadunidense Revere High School, localizada na cidade de Revere, em Massachusetts, foi reconhecida pelo National Center for Urban School Transformation (Centro Nacional pela Transformação do Ensino Urbano) como a melhor escola pública de ensino médio do país.

Dois anos depois, recebeu outra premiação, tornando-se uma das oito medalhistas do “Schools of Opportunity” (Escolas de Oportunidade), do National Education Policy Center (Centro Nacional de Educação Política), por “fazer coisas extraordinárias para os estudantes”. Entre seus 2 mil alunos, 34% vêm de famílias de baixa renda e 12% são imigrantes que muitas vezes frequentam a escola falando pouco ou nada da língua inglesa.

Um dos responsáveis por esse bom desempenho é o diretor de Dados e Responsabilidade Acadêmica Lourenço Garcia. Nascido em Cabo Verde, ele é admirador da obra de Paulo Freire, com a qual entrou em contato durante seu doutorado. Segundo ele, isso o auxiliou na implantação de iniciativas bem-sucedidas na Revere High School.

“Todo o ensino invertido, engajamento do aluno no ambiente acadêmico, relação entre o professor e o aluno, educação diferenciada e centrada no aluno, agência de estudos, ensino personalizado etc. são práticas e teorias que emanaram da filosofia freiriana”, conta Garcia, em entrevista concedida por e-mail. “Todos esses ensinamentos foram introduzidos e têm sido implementados na escola secundária de Revere com sucesso.”

As ações promovidas na escola têm como objetivo criar um ambiente de respeito e acolhimento para toda a comunidade escolar, incluindo uma “academia” para recém-chegados, onde estudantes com pouca familiaridade com o inglês (são 27 idiomas falados na escola) ou lacuna educacionais recebem o apoio de uma equipe multidisciplinar. Há também um programa anti-bullying e os próprios alunos se organizam em pequenos clubes para promover atividades contra o assédio e a discriminação.

Perguntado sobre os movimentos que no Brasil tentam descaracterizar o legado de Paulo Freire, Garcia é assertivo. “Bom, acho que tudo isto reflete preconceitos orquestrados pela ideologia da direita para desacreditar a filosofia freiriana e manter o status quo na dinâmica do ensino e aprendizagem.”

Para Garcia, do colégio Revere, Freire continua a iluminar filosofias e práticas que sustentam o ensino personalizado e centralizado no aluno.

Confira abaixo a íntegra da entrevista com Lourenço Garcia.

Como você entrou em contato com a obra de Paulo Freire?
Estudei a obra de Paulo Freire enquanto estudante, quando fazia mestrado e doutorado na Universidade de Massachusetts Boston; confesso, porém, que já tinha algum conhecimento das linhas orientadoras de educação de Freire muito antes. Várias obras de Freire (por exemplo, Educação como Prática da Liberdade, Pedagogia do Oprimido, Pedagogia da Esperança, Política e Educação, Pedagogia da Autonomia, Cultura como Instrumento de Libertação etc.) foram usadas na minha dissertação de doutorado.

E de que forma ele influenciou em sua formação?
A filosofia educacional de Paulo Freire é focada no aluno, tendo como pano de fundo o respeito pelo educando enquanto sujeito ativo no processo de ensino-aprendizagem; para Freire, o aluno não é uma “tábula rasa” mas sim alguém que reage à interação social condicionada pelo próprio aluno e o professor. Freire rejeita a educação vertical que vê o professor como o único transmissor e guardião da sabedoria (educação bancária). Como educador, acredito plenamente na relação simbiótica entre o professor e o aluno defendida por Freire; por conseguinte, todo o meu conhecimento teórico, incluindo experiência nos campos de pedagogia, liderança e gestão escolar tem se baseado nos ensinamentos de Freire. Trata-se de uma filosofia justa e voltada para a justiça social. Esta é a mesma orientação filosófica que tenho defendido e implementado.

A Revere High School foi escolhida como a melhor escola de ensino médio da rede pública dos EUA em 2014. Foram aplicados princípios da teoria freiriana?
Com certeza. Todo o ensino invertido, engajamento do aluno no ambiente acadêmico, relação entre o professor e o aluno, educação diferenciada e centrada no aluno, agência de estudos, ensino personalizado etc. são práticas e teorias que emanaram da filosofia freiriana. Todos esses ensinamentos foram introduzidos e têm sido implementados na escola secundária de Revere com sucesso.

Como Paulo Freire é visto entre os especialistas em educação nos Estados Unidos?
Paulo Freire é bem visto e aceito a nível do ensino superior (escolas superiores, colégios e universidades). Embora muitos aspectos da filosofia freiriana sejam aplicados em algumas escolas, Freire é ainda pouco conhecido e discutido, principalmente no seio das escolas com práticas de ensino tradicional.

No Brasil há um movimento chamado “Escola sem Partido” que acusa a obra de Paulo Freire de fazer “doutrinação marxista”. Como você vê isso?
Bom, acho que tudo isto reflete preconceitos orquestrados pela ideologia da direita para desacreditar a filosofia freiriana e manter o status quo na dinâmica do ensino e aprendizagem.

Como o legado de Paulo Freire pode influenciar no futuro da educação? Sua obra se mantém atual?
A obra de Freire já influencia a educação contemporânea e continuará a iluminar filosofias e práticas que sustentam o ensino personalizado e centralizado no aluno.

***

Designer Diogo Oliveira no Facebook

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: