Balanço de um mês de governo Bolsonaro é uma imensa tragédia para trabalhadores

Em recuperação de cirurgia, Bolsonaro despacha do quarto no qual está internado no hospital Albert Einstein, em São Paulo. Foto: Divulgação/Presidência da República.

PARA TRABALHADORES, BALANÇO DOS 30 DIAS DO GOVERNO BOLSONARO “É MUITO NEGATIVO”
Na perspectiva popular, ações deste primeiro mês cumprem caminho de favorecimento do mercado e prejudicam interesses gerais, segundo analista.
Via RBA em 31/1/2019

Em balanço sobre os 30 dias do governo de Jair Bolsonaro (PSL), o analista político Antônio Augusto de Queiroz, o Toninho, do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), avalia que sob a perspectiva popular as medidas, decretos e propostas da nova gestão indicam um caminho “muito negativo” para os trabalhadores de modo geral. “As medidas, todas elas, (são) no sentido de favorecer o mercado de um lado e prejudicar o trabalhador do outro, ou seja, governar para o capital”, afirma Toninho, em entrevista à jornalista Marilu Cabañas, da Rádio Brasil Atual.

Já em seu primeiro mês, Bolsonaro e sua equipe vêm confirmando a que vieram no sentido de retirada de direitos da população, segundo avalia o diretor do Diap. A extinção do Ministério do Trabalho, medidas provisórias como a MP 871, que trata do endurecimento no acesso à aposentadoria, a liberação da posse de armas por decreto e a retórica pela flexibilização das leis e do licenciamento ambiental mesmo à luz da tragédia provocada pelo crime ambiental da Vale em Minas Gerais são alguns dos exemplos citados por Toninho para confirmar o viés mercadológico do novo governo.

“É um governo que funcionará na base do improviso e a sociedade terá que cobrar mais ‘profissionalismo’ para o tratamento de questões relacionadas à saúde, educação e segurança no país”, alerta o analista político.

***

FUNDO DO POÇO: BOLSONARO DIZ QUE, AO COMPLETAR 1 MÊS, GOVERNO “ESTÁ NO CAMINHO CERTO”.
Em recuperação de cirurgia, presidente diz estar trabalhando do hospital.
Talita Fernandes, via Folha on-line em 31/1/2019

Na véspera de seu governo completar um mês, o presidente Jair Bolsonaro usou as redes sociais para dizer que “está no caminho certo”. Na postagem, ele disse estar trabalhando do hospital Albert Einstein, em São Paulo, onde se recupera de uma cirurgia.

“Sigo me recuperando e trabalhando do hospital. São muitas as linhas de atuação nesse primeiro mês de governo e ainda há muito a se fazer. Estamos no caminho certo. Nossa missão será cumprida! O Brasil ocupará a posição que merece no contexto internacional!”, escreveu.

Em seu primeiro mês como presidente, Bolsonaro enfrentou queda-de-braço entre integrantes de sua equipe e foi atingido por investigações de seu primogênito, o senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL/RJ). O governo federal, que vinha dizendo que a preservação do Meio Ambiente não seria uma prioridade, teve ainda de lidar com o rompimento de uma barragem de rejeitos em Minas Gerais.

O presidente terá um despacho presencial na tarde de quinta-feira [31/1], o primeiro desde que foi submetido a uma cirurgia de reconstrução do trânsito intestinal na segunda [28/1].

Este é o segundo dia de trabalho de Bolsonaro após o procedimento. O vice, Hamilton Mourão, ficou como interino entre a manhã de segunda e de quarta.

Na quarta, Bolsonaro assinou três decretos que modificam as estruturas dos ministérios da Economia, Casa Civil e da CGU (Controladoria-Geral da União).

Nesta tarde, ele receberá o subchefe de Assuntos Jurídicos da Casa Civil, Jorge Oliveira, com quem tratar de atos do Poder Executivo.

O órgão comandado por Oliveira é ligado à Casa Civil e responsável pelo assessoramento jurídico da Presidência da República.

Boletim médico de quarta mostrou que o presidente está em boa recuperação e já começou a fazer fisioterapia.

Ele deve ficar em repouso e está impedido de conversar muito para evitar o acúmulo de gases no abdômen, o que atrapalharia o processo de cicatrização.

Um novo boletim deve ser divulgado na tarde desta quinta. A previsão é de que Bolsonaro ficará internado até a metade da próxima semana.

Ainda pelo Twitter, o presidente voltou a agradecer a atuação das tropas israelenses no auxílio à busca de sobreviventes em Brumadinho (MG).

“As bravas tropas israelenses, cedidas pelo primeiro-ministro Netanyahu, encerram hoje a missão no Brasil. Agradeço, em nome do povo brasileiro, ao Estado de Israel pelos serviços prestados em Brumadinho-MG em parceria com nossos Guerreiros das Forças Armadas e Bombeiros”, escreveu.

***

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: