Médicos cubanos que atuavam no Brasil vão para a Venezuela

José Reinaldo Carvalho, via Brasil 247 em 12/1/2019

O presidente da Venezuela, Nicolas Maduro, empossado na quinta-feira [10/1] para o segundo mandato (2019-2025), anunciou na sexta-feira [11/1], durante encontro com as delegações internacionais que foram a Caracas prestigiar sua posse, que a partir da próxima semana começam a chegar dois mil médicos cubanos que cancelaram em novembro do ano passado sua atividade solidária no Brasil.

Maduro explicou que os médicos cubanos, que atuavam no Brasil no quadro do programa Mais Médicos implantado durante o governo da ex-presidenta Dilma Rousseff, se retiraram devido às absurdas restrições à presença solidária dos cubanos “por parte do governo fascista de Jair Bolsonaro”.

Desde a campanha eleitoral e logo depois de sua vitória, Bolsonaro fez declarações agressivas e discriminatórias aos médicos cubanos. Ameaçou alterar as cláusulas contratadas entre os governos do Brasil e de Cuba e a Organização Pan-Americana de Saúde.

O governo de extrema-direita de Jair Bolsonaro, caracterizado pela intolerância ideológica, está promovendo um giro de 180 graus na Política Externa brasileira. Entre outras medidas cogitadas está o rompimento de relações com Cuba.

O anúncio de Nicolas Maduro de que receberá dois mil médicos cubanos na Venezuela faz parte de um conjunto de medidas de políticas sociais que se intensificarão em seu segundo mandato. Bem-humorado, o presidente Maduro ainda disse que os médicos cubanos vão ensinar “português brasileiro” aos venezuelanos.

***

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: