Não é pelos 30 centavos: Covas e Dória aumentam tarifa de ônibus em São Paulo para R$4,30

Via DCM em 29/12/2018

Reportagem de Bruno Ribeiro e Fabio Leite em O Estado de S.Paulo informa que a tarifa de ônibus da cidade de São Paulo vai subir para R$4,30 a partir do dia 7 de janeiro, primeira segunda-feira útil do ano. O aumento, de 7,5%, ficou acima da inflação acumulada desde o último aumento, em 7 de janeiro deste ano. Corrigida pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), a correção teria de ser para R$4,15, segundo as projeções de inflação consolidadas neste ano feitas pelo Banco Central, de 3,6%. “Por dois anos, em 2016 e em 2017, a tarifa não sofreu qualquer reajuste, mantendo-se no valor de R$3,80, impactando significativamente o orçamento da Prefeitura. Em 2018, houve um aumento abaixo da inflação, elevando o valor para R$4,00. Agora, a Prefeitura realiza uma necessária adequação da receita para reduzir o desequilíbrio do sistema”, argumenta a Prefeitura, em nota.

De acordo com a publicação, em 2016, entretanto, a tarifa subiu de R$3,50 para R$3,80. Em 2017, ela não subiu porque isso havia sido uma promessa de campanha do então prefeito João Dória (PSDB). O bilhete único da SPTrans dá direito a até três viagens de ônibus da capital paulista em um intervalo de três horas. Há ainda uma tarifa com desconto caso o passageiro use os sistemas de pneus e trilhos. A tarifa integrada, que hoje é de R$6,96, não teve o novo valor divulgado pela Prefeitura.

A Prefeitura informou ainda que deixará de complementar os valores pagos por empresas para o vale-transporte. “O vale-transporte para as empresas deixará de ser subsidiado pelos impostos municipais pagos pela população. O valor a ser pago pelo empregador passará a ser de R$4,57. O fim do subsídio alcança apenas as empresas. Para o trabalhador, o desconto de 6% em folha, conforme define a Legislação Trabalhista, não sofrerá alteração”, afirma a administração municipal. “Os detalhes dos novos valores constam em planilha tarifária entregue nesta sexta-feira, 28 de dezembro, à Câmara Municipal, que também será publicada no Diário Oficial de sábado, 29”, continua a Prefeitura. O bilhete único mensal foi reajustado de R$194,30 para R$208,90 e o bilhete único diário (válido por 24 horas) foi de R$15,30 para R$16,40. O Estado tenta contato com o governo do Estado para obter informações sobre o reajuste de trens e metrô, que tradicionalmente são alterados em conjunto. Até o começo da tarde, a gestão Márcio França (PSB) informava ainda não tem fechado os valores para o ano que vem. França deixará o cargo na próxima terça-feira, 1º de janeiro, quando João Dória (PSDB) assumir seu mandato de governador, completa o Estadão.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: