O 2º turno vai ser uma pauleira

Helena Chagas, via Os Divergentes em 3/10/2018

Vai ser uma pauleira – foi a reação de estrategistas de Fernando Haddad diante do Datafolha, confirmando o crescimento de Jair Bolsonaro (32%) e uma estagnação do petista (21%) a cinco dias das eleições. Não é o cenário esperado pela cúpula petista, que previa um empate ou até a ultrapassagem de Bolsonaro por Haddad até domingo. Mas é cedo para a comemoração que alguns já estão fazendo, como o mercado – que fechou com o dólar em baixa e a bolsa em alta.

A avaliação de petistas que estão mantendo o sangue-frio é de que não há risco de a onda antipetista da semana levar o candidato do PSL a vencer em 1º turno. Se há uma certeza, hoje, é de que haverá 2º turno, Haddad estará lá, e muita água ainda vai correr até 28 de outubro. E o resultado é imprevisível: o Datafolha voltou a registrar empate entre os dois no 2º turno, com vantagem numérica para Bolsonaro (44% x 42%).

A quatro dias das eleições, o PT espera uma última onda a seu favor, vinda sobretudo de eleitores que hoje ainda estão com Ciro Gomes (11%) ou Geraldo Alckmin (9%) e que, diante do risco Bolsonaro cada vez maior, podem correr para Haddad. Por esse raciocínio, o movimento inverso, levando possíveis eleitores do campo da centro-direita que poderiam votar nesses candidatos para Bolsonaro, já está ocorrendo. Em parte, atribui-se a ele o crescimento do candidato do PSL, já que esses eleitores e eleitoras não fizeram escala nem em Ciro nem em Alckmin.

Ironicamente, quem pregava o voto útil pode acabar sendo vítima dele, ao inverso.

***

LEANDRO FORTES: É HORA DE CIRO RENUNCIAR E SE UNIR A HADDAD PARA EVITAR O TRIUNFO DO FASCISMO
Leandro Fortes em 3/10/2018

Eu tenho grande apreço por Ciro Gomes, um político a quem admiro e cogitei votar, já no 1º turno.

Digo “cogitei” porque, agora, não há mais tempo para isso.

O que temos pela frente é um embate civilizatório que irá nos definir como sociedade, por muitos anos.

Agora, seria hora de Ciro renunciar e se unir a Haddad para evitar o triunfo do fascismo.

É preciso pensar nisso como o gesto de grandeza que é, e não uma capitulação, como muitos querem que seja.

Ciro, apesar de suas recorrentes diatribes, é um político honrado e um democrata do qual o Brasil se orgulha.

Estarei sempre entre os que o defendem e admiram.

Por isso, mantenho minha fé de que ele, como seus eleitores, irá compreender a dimensão dos tempos em que vivemos.

Temos pouco tempo.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: