Datafolha mostra raiva, ódio e tristeza por trás do voto em Bolsonaro

Kiko Nogueira, via DCM em 3/10/2018

Dado revelador do Datafolha retrata o ânimo do brasileiro em relação às urnas.

Segundo a pesquisa de ontem que traz Jair Bolsonaro ampliando a liderança, 68% dizem sentir raiva quanto pensam no país, sendo os mais enfurecidos os mais jovens.

São 88% os que se sentem inseguros, 79% os que estão tristes, 78% os desanimados, 59% os amedrontados.

Nesse caldo de cultura, o que poderia cair melhor do que um mensageiro do ódio, do ressentimento, da violência, dos baixos instintos?

Bolsonaro voa como um pato no céu dessa distopia.

No táxi, o motorista me contava por que ia votar em Bolsonaro.

– Ele vai acabar com os bandidos, me garantiu.
– Como?
– Distribuindo armas para todo mundo. Vamos trocar tiros com eles.
– O senhor não acha que isso pode ser perigoso inclusive para seus passageiros?
– O senhor me desculpa, mas se tiver que morrer, que seja.

“Quando os tempos ficam incertos, as pessoas voltam para aquele lugar primordial de terror”, diz a filósofa norte-americana Martha Nussbaum, autora de livros sobre o fenômeno Trump.

“A raiva é alimentada pela impotência, de modo que, quando nos sentimos apavorados e impotentes, muitas vezes tentamos retomar o controle enlouquecendo. Os bebês fazem isso, começam a gritar e gritar e atingem pessoas que podem não ter nada a ver com a origem do problema real”.

Milhões de crianças apavoradas e furibundas desejando no comando um pai desqualificado, boquirroto, falastrão, que vai botar ordem no terreiro.

Essa gente foi alimentada com uma dieta indigente de antipetismo, desinformação, horror psicológico.

A caixa de pandora, aberta há muito tempo, ganhou força com as redes sociais e o golpe de 2016.

Quem vai meter o gênio do fascismo de volta na lâmpada? Quem falou que ele volta, aliás? Interessa fazer isso ou é melhor deixá-lo solto?

Esqueça Darcy Ribeiro, Sérgio Buarque de Hollanda, Jessé de Souza. A pensadora nacional é Regina Duarte.

Ou reagimos, ou o medo vence a esperança.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: