Para Haddad, “parte expressiva da elite brasileira abandonou a social-democracia pelo fascismo”

Via Brasil 247 em 2/10/2018

Em campanha no Rio de Janeiro na terça [2/10], Fernando Haddad fez um duro ataque ao PSDB, acusando os tucanos de responsáveis pelo giro de parte da elite brasileira rumo à extrema-direita: “Parte expressiva da elite brasileira abandonou a social-democracia pelo fascismo”. Ele disse ainda que os violentos arques do dos tucanos ao PT e à sua candidatura não estão favorecendo o PSDB, mas Bolsonaro. “Temos sofrido muitos ataques do PSDB, mas isso não está favorecendo o PSDB, e sim o fascismo. Quando você alimenta o ódio, alimenta o fascismo. Aconteceu na Alemanha, na Itália”, afirmou, sem mencionar Bolsonaro diretamente.

Lula, Haddad e o PT têm identificado o crescimento da extrema-direita à iniciativa do golpe de Estado liderado pelo PSDB desde a reeleição de Dilma em 2014. Em carta ao Jornal do Brasil publicada na segunda [1º/10], Lula foi taxativo: ““Foram eles que criaram essa ameaça à democracia e à civilização. Assumam a responsabilidade pelo que fizeram contra o povo, contra os trabalhadores, a democracia e a soberania nacional. Mas não venham pregar uma alternativa eleitoral ‘ao centro’, como se não fossem os responsáveis, em conluio com a Rede Globo, pelo despertar da barbárie”.

Em patente ocaso, o PSDB abriu espaço para Bolsonaro e, mesmo agora, às vésperas do pleito, continuar a atacar o PT, com seus aliados nas mídias conservadoras e no Judiciário.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: