O medo é incontrolável: Ibope e Datafolha escondem pesquisa com Lula

Folha disse que “decidiu realizar outra pesquisa sem o nome do candidato vetado pelo TSE”.

Fernando Brito, via Tijolaço em 4/9/2018

Inacreditável: faltando minutos para a divulgação do resultado da pesquisa do Ibope, este instituto e o Datafolha, que divulgaria a sua na sexta-feira [7/9], suspenderam a publicação dos resultados obtidos.

Os números permanecerão escondidos da população, embora as pesquisas estejam regulares e tenham sido registradas, de acordo com as regras, antes da absurda negativa do TSE de vetar sua candidatura.

As pesquisas custaram centenas de milhares de reais e eles, “espontaneamente”, as jogam fora, quando poderiam com um simples asterisco, dizendo que a candidatura teve o registro cancelado pela Justiça Eleitoral?

A informação estaria dada, a ressalva estaria feita e não haveria nenhuma irregularidade.

Ao contrário, haveria o exercício da liberdade de informação.

Só a do Ibope, contratada pela Globo, custou R$231.229,89. A Datafolha, que tinha mais entrevistas (8.300), beirava os R$400 mil (o valor exato não posso informar porque, estranhamente, o registro foi tirado da base de dados do TSE).

Por quê?

Porque Lula subia ainda mais e sua transferência para Fernando Haddad aumentava?

Por mais que queiram manter escondido, a internet já pulula de versões de resultados que, em sã consciência, não posso reproduzir, por responsabilidade.

Mas que vai se reproduzir de boca em boca.

E não vai adiantar censurar.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: