Bolsonices: Medalha a quem reage a assalto, armas para crianças, fim dos direitos humanos, campo de concentração para venezuelanos…

BOLSONARO AFIRMA QUE VAI CONDECORAR QUEM REAGIR A TENTATIVAS DE ASSALTO
Ele voltou a dizer que, em caso de vitória na eleição, vai incentivar a reação armada a invasões de terras por movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST).
Via Revista Fórum em 24/8/2018

Jair Bolsonaro (PSL), candidato à presidência da República, continua colecionando polêmicas por onde passa para fazer campanha. Em visita ao município de Jaci, no interior de São Paulo, ele prometeu, na sexta-feira [24/8], que, caso seja eleito, vai distribuir condecorações por “ação de bravura” policiais civis e militares e, também, cidadãos, que reagirem a tentativas de assaltos. Segundo informações de Marcos Lavezo, do G1, o deputado federal afirmou que vai assegurar retaguarda jurídica para que quem reagir não seja processado.

“Vamos buscar retaguarda jurídica, não só para nossos policiais civis e militares, mas para o cidadão de bem também poder reagir à tentativa de alguém surrupiar seu patrimônio ou atentar contra sua vida. Ele poderá reagir e não será processado, muito pelo contrário, será condecorado por ação de bravura”, disse à população local.

Ele voltou a dizer que, em caso de vitória na eleição, vai incentivar a reação armada a invasões de terras por movimentos sociais, como o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem-Terra (MST). “Temos um potencial enorme para ser utilizado, devemos proteger o trabalhador rural das invasões do MST. A invasão de propriedade quer seja rural, quer seja urbana, tem que ser repelida com uso da força”, disparou o candidato do PSL.

***

PLANO DO BOLSONARO É A EXTINÇÃO DOS DIREITOS HUMANOS
Via G1 em 24/8/2018

O candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, afirmou na quinta-feira [23/8], no interior de São Paulo, que, caso ele vença a disputa presidencial, deixará de repassar dinheiro da União para movimentos e organizações de direitos humanos, que ele classificou de “desserviço ao nosso Brasil”. Segundo o presidenciável, essa será uma de suas estratégias para reduzir a criminalidade no país.

Bolsonaro cumpre agenda eleitoral nesta quinta em Araçatuba, município do interior paulista que fica próximo a Glicério, cidade natal do candidato do PSL. Ele fez uma caminhada por ruas de Araçatuba, uma carreata na principal avenida da cidade e visitou a Associação de Cabos e Soldados da cidade.

“Conosco não haverá essa politicagem de direitos humanos, essa bandidagem vai morrer porque não enviaremos recursos da União para eles. Em vez de paz, essas ONGs prestam um desserviço ao nosso Brasil. Precisamos de alguém sentado na cadeira presidencial que respeite a tradicional família brasileira, que tenha Deus acima de tudo, como lema nosso”, discursou Bolsonaro em cima de um carro de som durante uma carreata por uma das avenidas de Araçatuba.

[…]

***

BOLSONARO: “PAÍS QUE TEM MINISTÉRIO PÚBLICO DO TRABALHO ATRAPALHANDO NÃO TEM COMO IR PARA FRENTE”.
Via G1 em 25/8/2018

O candidato do PSL ao Palácio do Planalto, Jair Bolsonaro, criticou no sábado [25/8], em entrevista à TV TEM (afiliada da TV Globo), a atuação do Ministério Público do Trabalho, que ele classificou de obstáculo para o desenvolvimento do país. Ele disse que, se eleito, vai “tirar o Estado do cangote do produtor”.

O presidenciável cumpriu agenda na manhã deste sábado no município de Catanduva, no noroeste de São Paulo. Natural de Glicério (SP), Bolsonaro está há quatro dias fazendo campanha no interior paulista.

“O maior incentivo que a gente pode dar com o setor produtivo é tirar o Estado do cangote do produtor. Por outro lado, conversando com a nossa equipe econômica, nós temos que desburocratizar e desregulamentar muita coisa, de forma que aquela pessoa que queira empregar não seja refém do Estado”, declarou o candidato na entrevista à TV Tem.

“Conversei com um piscicultor agora há pouco aqui [Catanduva] sobre as dificuldades, imposto, energia cara e licença ambiental. Um C, complementou.

[…]

***

FIM DOS TEMPOS: BOLSONARO QUER CRIAR CAMPOS DE CONCENTRAÇÃO PARA VENEZUELANOS
Via O Globo em 25/8/2018

O candidato Jair Bolsonaro (PSL) propôs nesta sexta-feira a criação de campos de refugiados nas fronteiras do Brasil para abrigar venezuelanos. O presidenciável afirmou que o Brasil poderia buscar a ajuda da Organização das Nações Unidas (ONU) para implementar o projeto. Na semana passada, ele havia dito que a ONU “não serve para nada.”

“O Brasil não pode ser um país de fronteiras abertas. A questão de acolhimento de venezuelanos é uma coisa. Acredito que você poderia buscar a ONU para que crie campos de refugiados para atenuar esse problema deles e da população, não só de Boa Vista como de Pacaraima”, disse o candidato em entrevista coletiva em São José do Rio Preto, no interior de São Paulo.

Bolsonaro já havia defendido a criação de campos de refugiados em março, mas a declaração desta sexta-feira vem em uma semana em que a situação da imigração em Roraima se complicou. Após um confronto entre brasileiros e venezuelanos, o governo local pediu a suspensão temporária da imigração. Em abril deste ano, o governo estadual já havia entrado com uma ação no STF pedindo o fechamento da fronteira e mais recursos ao governo federal.

[…]

“Eu sou humano, eu respeito os direitos humanos de quem realmente está numa situação crítica, como eles estão, mas não podemos deixar nas mãos do governo de Roraima resolver esse problema”, disse o candidato.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: