ONU leva dois anos para avaliar caso Lula e MPF diz que ela foi “precipitada”

Fernando Brito, via Tijolaço em 20/8/2018

A falta de argumentos plausíveis do Ministério Público para contestar a decisão do Comitê de Direitos Humanos levou o ilustre procurador Maurício Gerum, que afirmou, em parecer, que considera “precipitada” a decisão que reconheceu a Lula o direito de ser candidato e o de, nesta condição, poder expressar-se.

“Precipitada” uma decisão que integra um caso apresentado há mais de dois anos ao Comitê pela defesa de Lula?

Se alguém é “precipitado” é o Ministério Público, que coloca esta questão em um processo em que, sequer, a decisão da ONU havia sido invocada, por datar de antes do comunicado do órgão das Nações Unidas neste sentido?

Desculpem a brincadeira, num caso tão sério, mas lembra a história do “foi quem está com a mão amarela” dos tempos da adolescência, sobre fedores inesperados.

O fato é que a decisão causou uma barafunda no Ministério Público, que de tempos para cá passou a se achar “o melhor do mundo”, embora tomado por decisões de delegado da roça.

Um importante – e anti-Lula – auxiliar de Rodrigo Janot na área de acordos internacionais, o procurador Vladimir Aras, segundo relata o blog do Marcelo Auler, embora creia que o ex-presidente deve ser declarado inelegível adiante, afirma que é obrigatório “o cumprimento, pelo Brasil, da decisão cautelar expedida pelo(s) relator(es) especial(is) do Comitê de Direitos Humanos do PIDCP, para evitar o perecimento do direito político de concorrer às eleições”.

O MP, por seus punhos de renda, está impedido de usar a argumentação bruta de Jair Bolsonaro e dizer que a ONU é um “covil de comunistas”, embora boa parte de seus integrantes sinta uma compulsão reprimida de dizê-lo.

Sai-se, portanto, como provavelmente se sairá outro aspirante a aristocrata, o ministro do STF Luiz Roberto Barroso, com essa tirada para “boi dormir” de que “o pessoal da ONU é bobinho” e foi iludido pelos advogados de Lula.

Se “bobinho” não chega ao STF, imagine se chega a ser eleito pela comunidade internacional para integrar o Comitê da ONU…

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: