Prender Lula e deixá-lo incomunicável já não era “solução” em 1980

O líder metalúrgico preso no Dops em 1980: uma “burrice” dos militares, diria ele décadas depois.

Editorial escrito por Samuel Wainer à época afirmava que a prisão no Deops da ditadura tornava o então líder sindical “muito mais eloquente”.

Via RBA em 16/8/2018

Em abril de 1980, os metalúrgicos do ABC estavam em greve por reajuste salarial – a inflação anual beirava os 90% – e alguns de seus líderes foram enquadrados na Lei de Segurança Nacional e presos no Dops, ou Deops, a polícia política da ditadura. Um deles era Luiz Inácio da Silva, o Lula, presidente do sindicato de São Bernardo do Campo e Diadema, atual sindicato do ABC. Passadas algumas semanas, o jornalista Samuel Wainer escreveu editorial na Folha de S.Paulo cujo título parece manter validade nos dias atuais: Se prender Lula bastasse…

O artigo foi publicado no alto da página 2 do jornal, página nobre, reservada aos editoriais. O movimento dos metalúrgicos chamava a atenção em todo o país. Era, por sinal, a manchete da edição daquele dia, 7 de maio de 1980, noticiando sobre a decisão da Justiça de libertar líderes sindicais de Santo André. E Samuel Wainer, que morreria em setembro daquele ano, era um dos principais nomes do jornalismo brasileiro – tinha sido diretor do mítico Última Hora.

“Se prender Lula e destruí-lo politicamente bastasse, estaria tudo bem para os que ainda não descobriram que, contrariando o saudoso presidente Washington Luís, a questão social não é mais um caso de polícia”, escreveu Wainer. “Muito pelo contrário, Lula, incomunicável, no Deops, talvez seja muito mais eloquente que nos seus arroubos no estádio de Vila Euclides”, acrescentou o articulista, fazendo referência ao local de assembleia dos metalúrgicos em São Bernardo, que hoje leva o nome de 1º de Maio. Aquela data foi particularmente tensa no município, cercado por tropas, enquanto os operários em greve se reuniam.

Clique na imagem para ampliá-la.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: