Bob Fernandes: Os juízes de outro mundo

Fernando Brito, via Tijolaço em 31/7/2018

Na sua sempre lúcida crônica, ontem [30/7], no Jornal da Gazeta, o jornalista Bob Fernandes descreve fatos e afirmações que bem mereceriam ser acontecimentos e palavras próprios de alienígenas, de gente que não é deste planeta em que vivemos e muito menos do Brasil em que sofremos:

O juiz Moro diz que a eleição pode pôr a Lava-Jato “em risco”. No Valor Econômico o repórter Ricardo Mendonça informa:

“Moro não registrou no sistema de transparência da Justiça Federal sua participação como palestrante em Nova York; num evento do Lide, empresa da família de João Dória”.

Palestra em 16 de maio. Segundo o Valor, o registro deveria ter sido feito em até 30 dias.

Em maio, Moro foi a Nova York também para ser homenageado como “Homem do Ano”. Então, na Folha, Daniela Lima informou…

“Ao menos 7 bancos, brasileiros e estrangeiros, patrocinaram a homenagem a Moro. A Petrobras também. Cada um pagando US$26 mil por mesa do evento”.

O juiz Bretas disse temer que a eleição presidencial interfira na Lava-Jato. Disse isso estrelando evento paralelo da Flip, em Paraty. Bretas numa Feira Literária… Deve ser por já ter citado trechos da Bíblia em sentenças.

Por que Bretas e a mulher, Simone, também juíza, recebem auxílio-moradia mesmo morando no Rio? Na Flip, Bretas explicou:

“Defasagem salarial”.

Dallagnol é procurador da República. Dallagnol anda aconselhando contra votos nulo e branco. Dallagnol também recebe auxílio-moradia. Como Moro. Mesmo ambos morando na Curitiba onde trabalham.

Luís Roberto Barroso é ministro no Supremo. Tribunal onde andam se engalfinhando por conta de decorrências da prisão de Lula. Mas Barroso disse ainda não ter lido a decisão ou o acórdão sobre a sentença… de Lula. Barroso também brilhou na Flip.

Cármen Lúcia é juíza. Preside o Supremo. Ela não foi à Flip. Mas disse que o Brasil tem que “voltar a ser uma Pátria mãe gentil para todos”.

O Brasil, essa “Pátria mãe gentil”, escravizou mais de 3,5 milhões de humanos por 350 anos. Os nativos indígenas eram 5 milhões. Hoje não passam de 900 mil.

Nos últimos 37 anos, 1,5 milhão de pessoas foram assassinadas na “Pátria mãe-gentil”, que tem 52 milhões de pobres e 15 milhões de miseráveis…

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: