O que todos já sabiam sobre “mesada” de Temer sai na Globo. Agora vale?

Fernando Brito, via Tijolaço em 16/7/2018

Noticiado em 2011 por Breno Costa, na Folha, e de volta em 2016, com documentos (veja acima), nos blogs de Paulo Henrique Amorim e em reportagem de Marcelo Auler no Diário do Centro do Mundo, o caso das propinas pagas a Michel Temer pelos afilhados a quem ele indicou para gerirem a Companhia Docas de Santos agora, parece que vão, finalmente, “existir”.

É que saiu no G1 e na GloboNews, com Andréia Sadi, o mesmo assunto, com os mesmos documentos e a mesma conclusão: empresas do setor portuário, entre elas a tal Rodrimar, pagavam através da empresa Argeplan, do amigo de Temer, o “Coronel Lima”, até R$340 mil mensais ao atual presidente.

Lopes [o delegado federal Cleyber Malta Lopes] afirmou que a planilha indica que “MT” recebia 50% dos valores referentes aos contratos e que “MA” e “L” tinham 25% cada. A tabela foi entregue à Justiça pela ex-mulher de Azeredo, que estava em processo de divisão de bens e queria comprovar que o marido tinha outras rendas.
Em um item específico, “parcerias realizadas”, há indicação de repasse da Rodrimar de R$300 mil a Temer e R$150 mil para cada um dos outros – Azeredo e Lima. Há informação de adicional de R$200 mil para campanha. Outro repasse da JSL seria de R$26 mil por mês a Temer e R$13 mil aos outros. Além de valores de outras empresas, como a Multicargo.

Lima, por enquanto, está de bico calado, escapando de dar depoimentos com sucessivos “problemas de saúde”.

Em seus ouvidos, certamente, ecoa um “tem que manter isso”…

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: