Twitter ignora suas próprias regras e não pune usuários que divulgaram dados pessoais de juiz

Tognolli e Frota estão acima das regras do Twitter.

“Na hora eu pensei: vou assumir um espírito de Edward Snowden”, disse ao BuzzFeed News o jornalista Cláudio Tognolli, um dos que divulgaram o celular do desembargador Rogério Favreto, do TRF4.

Alexandre Aragão, via BuzzFeed em 10/7/2018

Após conceder um habeas corpus ao ex-presidente Lula, o desembargador Rogério Favreto, do TRF4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região), teve dados pessoais – como número de celular e endereço – divulgados em redes sociais.

O ator Alexandre Frota, que tem 53 mil seguidores no Twitter, publicou um print de WhatsApp com o celular de Favreto e uma foto dele com dois familiares, inclusive uma criança.

Pouco tempo depois, o número também foi publicado pelo jornalista Cláudio Tognolli, com 48 mil seguidores no Twitter.

No domingo [8/7], em entrevista à rádio Guaíba, Favreto disse que sua família estava sofrendo ameaças: “Há divulgação indevida por parte de pessoas nas redes sociais do meu telefone. Estão mandando ameaças para mim e minha família”.

Após a repercussão negativa, Frota e Tognolli apagaram os tuítes, mas outros usuários no Twitter continuaram a divulgar dados pessoais do magistrado.

Uma das mensagens, que foi replicada de maneira idêntica por dezenas de contas – o que é um forte indício de uso de robôs –, tinha até o endereço do magistrado.

A prática de divulgar informações pessoais de outra pessoa sem o consentimento dela é conhecida como doxing. O propósito quase sempre é que a pessoa exposta sofra algum tipo de perseguição – como ocorreu com o juiz do TRF4.

O Twitter é uma das plataformas mais usadas para este fim, mas na maioria dos casos a empresa não faz nada. Em junho, usuários que publicaram dados de um integrante do governo Trump, nos Estados Unidos, foram punidos.

As regras de uso do Twitter são claras: “Você não pode publicar informações pessoais de terceiros sem autorização ou permissão expressa”, diz o texto, que considera doxing “uma das mais sérias violações” de suas regras.

Uma resposta to “Twitter ignora suas próprias regras e não pune usuários que divulgaram dados pessoais de juiz”

  1. Aristóteles Barros da Silva Says:

    Quando um escroto como esse Frota é notícia importante na mídia, temos a certeza de que a coisa está mais para urubú do que para colibrí. Esse frota é o côcô do cavalo do bandido no bang-bang fascista que se nos empurram pelas goelas!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: