Fernando Horta: Prêmio Darwin de cérebro inferior e o agrotóxico

Fernando Horta em 4/7/2018

Eu admito que algumas pessoas mal-informadas acabem por achar que é melhor para o Brasil dar o pré-sal para os estrangeiros cobrando menos de 1 centavo por litro de petróleo.

Eu entendo que existam pessoas mal-intencionadas que acreditem que vender a Embraer seja um bom negócio para elas mesmas e estejam dando uma banana para o país.

Eu desconfio muito das pessoas que acham que acabar com o SUS e aumentar os planos de saúde quase três vezes acima da inflação seja de alguma valia para o nosso povo e para o nosso país.

Eu não compreendo alguém que acreditou que acabando com a legislação trabalhista o emprego cresceria e o salário junto.

Mas o prêmio Darwin de cérebro inferior a um símio vai para aquele que defende a liberação de mais de 5 mil tipos de agrotóxicos proibidos na Europa e nos EUA e, ao mesmo tempo, proíba a venda de produtos orgânicos nos supermercados.

Era mais fácil e barato que o governo obrigasse a cada um destes energúmenos a tomar uns dois litros de agrotóxico de uma vez só. O Brasil seria enfim um lugar melhor.

Edit1: Uma pesquisa da Abrasco afirma que o brasileiro consome 7,3 litros de agrotóxico por ano.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: