Oportunista: Mãe-PM que matou ladrão apoia Bolsonaro e diz que sua candidatura seria pela honra de Deus

Lido no DCM em 6/6/2018

A pastora da Assembleia de Deus que frequenta já lhe havia dado a letra: “Você vai ficar conhecida”. Katia Sastre, 42, só não imaginava que seria por apertar o gatilho.

A cabo da Polícia Militar conta ter orado pela família de Elivelton Neves Moreira, 21. Matou-o após ele sacar seu revólver calibre 38 e anunciar um roubo na porta da escola da filha de 7 anos de Katia, no domingo de Dia das Mães, em Suzano (Grande São Paulo).

Lá pela uma da manhã, Katia diz que alguém da equipe do governador Márcio França (PSB) telefonou: ele queria homenageá-la na segunda-feira.

Do pré-candidato à reeleição ganhou flores. Já o episódio todo lhe rendeu aplausos, daqueles que exaltaram a reação ligeira da PM de folga, e críticas, de quem viu ali uma ode à letalidade policial.

[…]

Após o episódio que lhe trouxe fama, por lá pululam menções a uma eventual carreira política da cabo Katia.

“[Deputada] federal, né?”, pergunta um. Ela acena. Também explica que a legislação eleitoral não exige que o militar da ativa de olho num cargo eletivo siga o prazo dado aos demais candidatos para se filiar a um partido, 7 de abril.

O militar pode registrar a candidatura após ter seu nome escolhido numa convenção partidária – as de 2018 vão de 20 de julho a 5 de agosto.

[…]

A policial foi convidada a entrar no PSL de Jair Bolsonaro, “uma ótima pessoa” a quem diz admirar. Juntos gravaram um vídeo no Congresso. “O que sonhamos aqui, Katia, é fazer com que o policial – não apenas o policial, um cidadão de bem também –, ao agir em situação semelhante à sua, tenha garantia de que foi legítima defesa, não tenha punição”, diz o presidenciável.

Ela ri quando Bolsonaro repete uma de suas frases de efeito: uma “pistola na bolsa protege muito mais a mulher do que a Lei do Feminicídio”.

Outras inspirações políticas citadas pela PM são do PR: os deputados Tiririca, que lhe parece um cara honesto, e Capitão Augusto, PM como ela.

Se não crava para onde vai, Katia sabe com que vai: Deus. “Se eu realmente me candidatar, Ele tem a ver com isso.” E reforça: “Não esqueça de colocar que tudo isso é a mão de Deus, é pela honra de Deus”.

[…]

Uma resposta to “Oportunista: Mãe-PM que matou ladrão apoia Bolsonaro e diz que sua candidatura seria pela honra de Deus”

  1. heloizahelenapiasblog Says:

    lembro muito bem deste epsódio, ainda estão falando mal desta PNM q matou ladrão, ainda bem q n tinha vocação para ser uma policial, e nem coisa parecida, apesar de gostar muito e assistirmuitos firlmes policiais, mas se eu tivesse escolhido esta\ profissão, n deixcaria um deles em pé,, ia um por um, sem dó mesmo. p minha defesa e dos d+, mas como sou neutra, sem,pre irei defender q fez isso em defesa do próximo. ________________________________________

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: