Com a direita é diferente: Os pedidos de propina de FHC à Odebrecht

FHC, O PIDÃO
Moisés Mendes em 7/6/2018

Os e-mails que Fernando Henrique Cardoso enviou em 2010 a Marcelo Odebrecht (e foram descobertos agora pela Polícia Federal), pedindo uma ajuda a dois candidatos tucanos ao Senado, são de uma singeleza franciscana.

Os candidatos estavam mal na parada, e Marcelo Odebrecht deveria socorrê-los, segundo FH. O tucano pede dinheiro como flanelinha que pede: deixa um aí, doutor.

Ainda há outros e-mails em que, internamente, Marcelo e um diretor da empresa tratam da doação de R$1,8 milhão ao Instituto FH.

Tudo isso quer dizer o quê? Nada. Se fosse contra Lula ou Dilma, seria um escândalo. No caso de FH, mostra apenas que ele é um grande pidão.

Pede dinheiro para candidatos e para o instituto (cuja sede foi comprada por empreiteiros e banqueiros), mas e daí?

O interessante é que Marcelo Odebrecht responde a FH que o pedido será atendido. E FH admitiu agora que pediu. Mas não existem registros de doação aos dois tucanos, Antero Paes de Barros (Mato Grosso) e Flexa Ribeiro (Ceará).

Vão dizer que FH pediu e não levou. Se fosse contra Lula, diriam que levou em caixa dois. Mas contra tucanos nunca haverá delito algum. Tucanos são diferentes. FH é diferente. Tudo para a direita é diferente.

***

Cristóvão Feil em 7/6/2018
FHC escrevia mensagens pedindo propina para a Odebrecht.
Claro, não mencionava a palavra criminosa “propina”, escrevia “o de sempre”.
Isto significa que a propina entre tucanos e empreiteiras era prática corrente, usual, comum, repetida, reiterada, reproduzida, reforçada.

***

Palmério Dória em 7/6/2018
“FHC pediu recursos diretamente para Marcelo Odebrecht para candidatos do PSDB usando palavras como “SOS” e “o de sempre”. Nenhuma linha na capa dos principais jornais do país hoje. A blindagem tucana é um escândalo nacional.” (Guilherme Boulos)

***

Fernando Horta em 7/6/2018
Caríssimos e Caríssimas
Nas imagens é possível identificar o e-mail do Marcelo Odebrecht (mbahia@odebrecht.com). Sugiro que façamos um experimento científico. Mandamos, TODOS, e-mail para ele falando em “SOS” e pedindo “o de sempre” e vamos ver quantos de nós recebe grana e quanto. Que tal?
Não esqueçam de enviarem os dados bancários no e-mail.

Assunto: pedido
Data: Mon, 13 Sep 2010 16:41:50 -0300
De: Fernando Henrique Cardoso <fcar@ifhc.org.br>
Para: mbahia@odebrecht.com
Meu caro Marcelo:
Recordando nossa conversa no jantar de outro dia, envio-lhe um SOS. O candidato ao senado pelo PSDB,
Antero Paes de Barros, ainda está em segundo lugar, porém a pressão do governismo, ancorada em muitos recursos, está fortíssima. Seria possível ajudá-lo? Envio abaixo os dado bancários:
Eleição 2010, Antero Paes de Barros Neto, senador, Banco do Brasil, agência 3325-1, conta corrente 31801-3.

Dicas: Esquerda Caviar.

Leia também:
Em e-mails, FHC pede dinheiro a Marcelo Odebrecht: “O de sempre”.
Odebrecht: FHC também pediu dinheiro para Benjamin Steinbruch, vice de Ciro

 

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: