Paulo Preto foi solto porque ia tirar Alckmin, Serra e Aloysio Nunes da vida pública

A farsa do golpe perdeu qualquer limite ético. Não existe mais pudor algum. O episódio Paulo Preto torna mais do que claro que não existe possibilidade de disputa política nos marcos da atual “legalidade”

Renato Rovai em seu blog em 12/5/2018

No dia 7, escrevi aqui no blog que o acordo de delação de Paulo Preto estava pronto e que a data chave para ser entregue era segunda-feira, dia 14/7. Um dia depois a colunista Mônica Bergamo deu a mesma informação sem citar a data.

As informações que este blog conseguiu apurar davam conta que o operador tucano tinha munição suficiente para acabar com o PSDB de São Paulo. E que sua delação seria uma pá de cal na candidatura Alckmin.

Mas a vida para os tucanos é diferente. E a justiça pode tardar, mas não falha quando é o caso de lhes ajudar. Ontem à noite, horas antes de Paulo Preto fechar o acordo, o ministro Gilmar Mendes deu ordem para que ele fosse solto da prisão.

Paulo Preto é hoje um homem livre e Alckmin pode seguir com sua candidatura.

Só nas contas de Suíça de Paulo Preto foram encontrados R$121 milhões (clique aqui).

A farsa do golpe perdeu qualquer limite ético. Não existe mais pudor algum. O episódio Paulo Preto torna mais do que claro que não existe possibilidade de disputa política nos marcos da atual “legalidade”.

***

CÚPULA TUCANA RECEBE COM ALÍVIO DECISÃO DE GILMAR DE SOLTAR PAULO VIEIRA DE SOUZA
Via G1 em 11/5/2018

A cúpula do PSDB recebeu com alívio a decisão do ministro Gilmar Mendes, do Supremo Tribunal Federal (STF), de mandar soltar Paulo Vieira de Souza, ex-diretor da Dersa (empresa paulista de infraestrutura rodoviária).

Ao Blog, dois parlamentares tucanos relataram que o ambiente na legenda é de discreta comemoração. Isso porque havia um forte temor de uma delação premiada de Paulo Vieira de Souza.

Próximo de cardeais do PSDB de São Paulo, Paulo Vieira foi apontado como uma espécie de operador de alguns tucanos. Ele é suspeito de participar de desvio de recursos públicos em obras do governo estadual entre os anos de 2009 e 2011.

“Ele poderia causar um estrago no partido. Só a prisão de Paulo Vieira já colocou o PSDB na berlinda”, resumiu um integrante da Executiva do PSDB.

[…]

Leia também:
Gilmar Mendes não deixou Paulo Preto na estrada
Paulo Preto foi solto porque ia tirar Alckmin, Serra e Aloysio Nunes da vida pública
Lula preso, Paulo Preto solto. Existe justiça?
Roubo do cofre de Paulo Preto, incêndio no Metrô: As “coincidências” dos crimes do PSDB

 

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: