Eita sujeito de sorte: Processo contra Alckmin por propina da Odebrecht troca de instância de novo

Via Jornal GGN em 27/4/2018

O processo contra Geraldo Alckmin (PSDB) e aliados por suposto caixa 2 de R$10 milhões, repassados pela Odebrecht em 2010 e 2014, trocou de instância mais uma vez.

Nesta semana, a imprensa já havia noticiado que o processo havia dado entrada na Procuradoria Regional da República, porque um dos investigados mantém cargo no governo estadual.

Na sexta-feira, dia 27/4, a notícia é de que a Procuradoria Regional enviou a ação para a primeira instância da Justiça Eleitoral, com o argumento de que há precedentes no Tribunal Superior Eleitoral indicando que não há competência da segunda instância em casos assim.

Dessa maneira, o inquérito contra Alckmin irá para o promotor da 1ª Zona Eleitoral de São Paulo Luiz Henrique Dal Poz, que havia recebido o processo do Superior Tribunal de Justiça. Ele é titular da Promotoria de Repressão à Sonegação Fiscal e foi designado promotor eleitoral até 2019.

Dal Poz já foi chefe de gabinete do secretário de Justiça de Alckmin, Márcio Elias Rosa, quando este era procurador-geral de Justiça, entre 2012 e 2016.

Em delação premiada, executivos da Odebrecht afirmaram que Alckmin recebeu pouco mais de R$10 milhões via caixa 2. A vice-procuradoria-geral da República não enxergou elementos suficientes para encaminhar o inquérito por crime comum, por isso a investigação saiu do Superior Tribunal de Justiça e foi para a Justiça Eleitoral.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: