Munição do ataque ao acampamento em Curitiba é a mesma da execução de Marielle

Via DCM em 18/4/2018

Nota da Secretaria da Segurança Pública do Paraná informou que na madrugada de sábado, dia 28/4, um indivíduo a pé efetuou disparos de arma de fogo contra o acampamento de manifestantes simpatizantes do ex-presidente Lula.

Uma pessoa foi ferida e levada para o hospital. Um tiro acertou um banheiro químico e os estilhaços feriram, sem gravidade, uma mulher no ombro. Outro homem foi ferido no pescoço e hospitalizado. Recebeu alta no fim da tarde.

Peritos da Polícia Cientifica do Paraná, policiais militares e da Divisão de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), da Polícia Civil, estiveram no local. Foram recolhidas cápsulas de pistola 9mm. Foi aberto um inquérito para apurar o caso.

A munição usada para assassinar Marielle Franco e Anderson Gomes era a mesma. O calibre 9mm não pode ser vendido à população.

Ele deve ser adquirido legalmente por colecionadores, atiradores esportivos e forças de segurança. Porém é comercializado com poucas restrições no Paraguai e entra no Brasil ilegalmente para abastecer o mercado negro.

***

APÓS ATAQUES, PREFEITURA DE CURITIBA VOLTA A PEDIR TRANSFERÊNCIA DE LULA
Via Portal UOL em 28/4/2018

Após o ataque a tiros que deixou dois feridos no acampamento montado em Curitiba para apoiar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT), a prefeitura reiterou no sábado, dia 28/4, à Justiça Federal seu pedido para que o petista seja transferido de prisão. Lula cumpre pena desde o dia 7 no prédio da Superintendência da Polícia Federal na capital paranaense.

A PGM também menciona a manifestação feita por integrantes do acampamento após o ataque – os militantes fecharam uma rua com uma barreira de pneus queimados, afetando a circulação das linhas alimentadoras do terminal de ônibus Santa Cândida, bairro onde ficam o acampamento e o prédio da PF.

No pedido, as procuradoras Vanessa Volpi Bellegard Palacios e Claudine Camargo dizem que o ataque a tiros “comprova o acirramento da situação no local, causando risco à integridade dos cidadãos e demonstra, mais uma vez, que a sede da Polícia Federal não se revela local adequado para a prisão do ex-presidente Luiz Inácio da Silva, razão pela qual reitera-se o pedido de transferência do mesmo”.

Segundo o prefeito de Curitiba, Rafael Greca (PMN), “o local oferece risco, transtorno à população, aos funcionários da própria PF e atrapalha a rotina de prestação de serviços aos brasileiros que precisam da emissão de passaportes”.

A decisão sobre a transferência caberá à juíza federal Carolina Lebbos, responsável pelo processo da execução da pena de Lula. Procurada pelo UOL, a defesa do ex-presidente ainda não se manifestou.

2 Respostas to “Munição do ataque ao acampamento em Curitiba é a mesma da execução de Marielle”

  1. Selma Schiedeck Says:

    Fizeram a caca, agora aguentem…

  2. gustavo_horta Says:

    COMPARTILHE!!!!
    MAS SÓ SE ACHAR QUE DEVE. SÓ SE ACHAR QUE PODE.
    #LULALIVRE
    ACAMPAMENTO POR LULA LIVRE SOFRE ATAQUE A BALA (20 BALAÇOS) – PUTA QUE OS PARIU, ATÉ QUANDO? SERÁ MESMO NECESSÁRIA A GUERRA CIVIL?
    > https://gustavohorta.wordpress.com/2018/04/28/acampamento-por-lula-livre-sofre-ataque-a-bala/
    TAQUIOPARIU, QUANTA BOSTA SERÁ NECESSÁRIA PARA ENCHER ESTA FOSSA NEGRA?PUTA QUE OS PARIU, ATÉ QUANDO, ATÉ QUANTO, ATÉ NOSSA REAÇÃO IGUAL? SERÁ MESMO A GUERRA CIVIL?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: