Lula é o veneno nas entranhas do Estado brasileiro

Francy Lisboa em 27/4/2018

Devemos agradecer ao ódio porque dele se extrai a verdade. É no momento de extravasamento dos ressentimentos acumulados que mostramos quem somos. Somente assim podemos ter diagnóstico do que precisa ser combatido.

Dizer que o problema do Brasil é a corrupção é o mesmo que associar toda tosse, todo espirro a tal virose. Sabemos que as causas têm de ser investigadas mais a fundo. O problema é que nem sempre temos mecanismos, e mesmo vontade de ir tão longe. É o medo de achar, como alguns podem dizer. Medo de olhar nas nossas entranhas e descobrir que nos encontramos em estado terminal.

Lula e PT representam um veneno que vem sendo aplicado paulatinamente sobre todas as instituições brasileiras desde 2003. O modo de ação é simples. O veneno quando acumulado gera uma onda de ódio no sistema cerebral dos germes entranhados na esfera pública e dotados de algum poder de Estado, fazendo com que os mesmos se manifestam de forma inequívoca podendo assim serem identificados.

Manifestações citando comunismo, projeto de perpetuação do poder, relativização de assassinato de lideranças de esquerda, demonização de Paulo Freire, adulteração de documentos, prisões preventivas para forçar delações, desafios à hierarquia do judiciário, vazamento de grampo de uma presidente da República, troca de informações com governo americano sem a anuência do Ministério da Justiça. Tudo isso expôs e expõe a face tenebrosa daquilo que, repito, já se sabia: o país está sistematicamente podre e quem dera isso fosse restrito aos legisladores.

O reconhecimento crescente por parte da população de quão primários e antinacionais são pessoas exercendo cargo com poder de Estado só veio porque essas mesmas pessoas não souberam e não sabem lidar com tragédia de terem sua meritocracia confrontada pela política, pela vontade popular. Esse é o “x” da questão. A comoção em volta de Lula representa a vitória da política, da vontade popular, sobre o sentimento de superioridade carreado pelos meritocratas de vez única (concurso).

Decisões retiradas de impedimento de vistação ao ex-presidente, e a insistência em torná-lo preso comum podem ser traduzidos como tentativas de aplacar o bonde da historia que carrega a realidade nua e dura para essa gente que se diz de bem e de moral. Lula é maior do que seus pretensos méritos por ocuparem cargos com poderes de Estado.

Saiam, continuem saindo da toca. O veneno passa e no momento a plantação sofre, mas as larvas estão aí, desesperadas com algo difícil de engolir, difícil de aceitar. Devemos agradecer por esse período, porque os germes sabem que depois disso o que vem é a possibilidade do Brasil nunca mais deixar crescer no seu seio tamanho desprezo pelo país por meio de agentes de Estado.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: