Na lama, Aécio diz que pressão sobre Serraglio era “inconformismo” com inquéritos

Via DCM em 20/4/2018

Aécio Neves negou na sexta-feira, dia 20/4, que tentou interferir nas investigações da Lava-Jato, dizendo que nas conversas com o ex-ministro Osmar Serraglio tentou mostrar “seu inconformismo com inquéritos abertos sem qualquer base fática”.

Serraglio confirmou denúncia da Procuradoria geral da República.

Nas conversas que o Mineirinho manteve com Joesley Batista, dono da JBS e autor dos grampos, o senador xingou Serraglio pesadamente. Os diálogos constam na denúncia aceita pelo STF.

“ Tá na cadeira […]. O ministro é um bosta de um caralho, que não dá um alô, peba, está passando mal de saúde pede pra sair. Michel tá doido. Veio só eu e ele ontem de São Paulo, mandou um cara lá no Osmar Serraglio, porque ele errou de novo de nomear essa porra desse […]. Porque aí mexia na PF. O que que vai acontecer agora? Vai vim um inquérito de uma porrada de gente, caralho, eles são tão bunda mole que eles não (têm) o cara que vai distribuir os inquéritos para o delegado. Você tem lá cem, sei lá, 2.000 delegados da Polícia Federal. Você tem que escolher dez caras, né?, do Moreira, que interessa a ele vai pro João”, disse a Joesley.

A defesa alega que Aécio telefonou para Serraglio “desculpando-se pelas expressões utilizadas”.

A nota de Aécio
O senador Aécio Neves jamais tentou interferir na nomeação de delegados para a condução de qualquer inquérito. Essa questão é afeita exclusivamente à PF, que não se submete a esse tipo de ingerência.
Todas as conversas que ele teve sobre o tema foram no sentido de mostrar seu inconformismo com inquéritos abertos sem qualquer base fática, em especial, com a demora em serem concluídos, levando a um inevitável desgaste.
Com relação aos termos inadequados utilizados para referir-se ao então ministro, em conversa privada criminosamente gravada pelo Sr. Joesley Batista, o senador telefonou diretamente a ele à época, desculpando-se pelas expressões utilizadas.
A defesa do senador reafirma portanto, não ter havido nenhuma atitude imprópria de sua parte e lamenta que isso possa ter sido entendido de forma diversa.
Alberto Zacharias Toron

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: