Rogerio Maestri: Não se deve ignorar a ignorância!

Rogerio Maestri em 19/4/2018

Muitas pessoas estão fazendo memes sobre a ignorância da Senadora Ana Amélia que faz uma verdadeira mistura entre o discurso ao mundo árabe da senadora Gleisi Hoffmann através da rede Al Jazeera.

A mistura da Al Jazeera com Al Qaeda aproveitando as duas começarem com Al, que na verdade é equivalente aos artigos definidos (a) e (o) e deu origem a centenas de palavras no português, como a própria Alfafa, que em árabe é al-Hâfa, que aqui no Brasil corresponde a alimentação de muares.

Pois bem, a senadora Gleisi, com toda a razão, associou o pronunciamento da ex-funcionária da RBS (sucursal da Rede Globo) a xenofobia que na Europa seria caracterizado como Islamofobia, que é uma verdadeira praga no submundo da extrema-direita nacional.

Por que não devemos subestimar este tipo de manifestação que é levada levianamente por parte das pessoas mais esclarecidas? Simplesmente porque principalmente para as toscas bancadas evangélicas TODOS os países árabes ou mesmo de maioria muçulmana são uma ameaça terrorista para o mundo.

Esta visão tacanha está baseada na situação em que nos países em que a base legal nacional é baseada no Islã, como Arábia Saudita e outros, o proselitismo religioso é considerado crime, ou seja, se algum pastor sai as ruas com uma bíblia debaixo do braço e começa a pregar para quem não é fiel evangélico a priori, considera-se a pregação uma violação as leis do país.

Além disto, no ocidente, os evangélicos pentecostais têm o hábito de dizer que tanto o profeta Maomé como Alá são configurações de satanás. Como as igrejas católicas de diversas profissões não tem o hábito de fazer proselitismo externo aos seus templos, elas são perfeitamente toleradas em 90% dos locais em que os muçulmanos são maioria, pois no próprio Alcorão há recomendação expressa que os povos (Judeus e Cristãos) dos livros sagrados (Torá e Novo Testamento) são considerados livros santos, e quem os seguem tem que ser protegido pelo Estado.

Com tudo isto, devemos ter cuidado que este fundamentalismo religioso dos pentecostais não transbordem na sociedade brasileira, pois isto já ocorre contra as religiões afro, pode passar para com o Islã e posteriormente para o Judaísmo e se eles tiverem força suficiente tentarem atingir os católicos, gerando até guerras religiosas.

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: