Liminar impede que procuradores federais investiguem assassinato de Marielle

Uma liminar do conselheiro Erick Venâncio, do Conselho Nacional do Ministério Público (CNMP), impede que procuradores federais participem das investigações do assassinato da vereadora carioca Marielle Franco.

Severino Motta, via BuzzFeed Brasil em 9/4/2018

A decisão, tomada na semana passada, surgiu a partir de uma reclamação apresentada ao Conselho pelo Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro.

Nela, o procurador-geral da Justiça do Rio de Janeiro, José Eduardo Gussem, criticava a equipe de procuradores federais enviadas pela procuradora-geral da República, Raquel Dodge, para acompanhar as investigações.

De acordo com ele, o simples fato de Dodge ter instaurado procedimento preliminar, que poderia levar à federalização das investigações, não transferiu o comando das atividades do Ministério Público local para o federal.

Ele ainda destacava que uma federalização só é possível após uma decisão do Superior Tribunal de Justiça, coisa que não aconteceu.

Nos bastidores, tanto os membros do Ministério Público do Rio quando integrantes da Polícia Civil estavam irritados com supostas ingerências dos procuradores federais nas investigações.

Uma resposta to “Liminar impede que procuradores federais investiguem assassinato de Marielle”

  1. Aristóteles Barros da Silva Says:

    Quando se trata de investigar atos praticados por golpistas, tudo se transforma em pizza. Ou é novidade?

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: