“Não vem ao caso”: Sete delatores da Lava-Jato acusam Paulo Preto de operar propina

Mario Cesar Carvalho e Wálter Nunes, via DCM em 1º/3/2018

Apontado como operador de propinas do PSDB em São Paulo, o engenheiro Paulo Vieira de Souza pode virar recordista em menções em delações. Ele já foi citado por sete delatores da Lava-Jato (da Odebrecht, Andrade Gutierrez e pelo operador Adir Assad), e aparece em depoimentos de outros três executivos da OAS e da Queiroz Galvão que negociam acordo com procuradores.

Todos acusam Souza, conhecido como Paulo Preto, de ter cobrado propina na obra do Rodoanel, realizada na gestão do tucano José Serra (2007-2010). Documentos enviados de autoridades suíças apontam que Souza teve uma conta naquele país com R$113 milhões.

Os depoimentos dos dez executivos fazem parte do inquérito da Polícia Federal que tramita no Supremo Tribunal, do qual a Folha obteve cópia. Diferentemente do que ocorre em dezenas de delações, nas quais incongruências e variações na narrativa são comuns, os relatos sobre Souza são similares.

O que os executivos contam é que Souza, diretor de engenharia da Dersa no governo Serra, pediu a dez empreiteiras que fizeram o trecho sul do Rodoanel um suborno equivalente a 0,75% de tudo que elas recebessem. Como a obra custou R$3,5 bilhões em valores da época que foi inaugurada, em abril de 2010, a propina de 0,75% seria de R$26,3 milhões.

[…]

O contrato foi preparado na gestão de Geraldo Alckmin (PSDB), mas foi assinado quando Claudio Lembo (então PFL) assumiu o governo porque Alckmin deixara o cargo para concorrer à Presidência.

[…]

O senador tucano Aloysio Nunes, que foi chefe da Casa Civil no governo Serra, diz que isso ocorreu para evitar que as empreiteiras pedissem a inclusão de aditivos, que elevariam o preço final da obra.

Delatores apontam outro motivo. A alteração beneficiou as empreiteiras, segundo Roberto Cumplido, que cuidou do Rodoanel na Odebrecht e é um dos 78 delatores da empresa.

[…]

Uma resposta to ““Não vem ao caso”: Sete delatores da Lava-Jato acusam Paulo Preto de operar propina”

  1. Eliane Barroso Says:

    PGR, PF e STF…..vergonha nacional!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: