Pelo Twitter, Gilmar Mendes se solidariza ao racista William Waack

Na noite de sábado, dia 11/11, pelo Twitter, o ministro do STF Gilmar Mendes expressou sua solidariedade a William Waack por sua atitude racista que lhe custou, até o momento, a bancada de âncora no Jornal da Globo e de seu programa na GloboNews.

No post, Gilmar afirma que “todos nós podemos errar” e indica um texto de Demetrio Magnoli, um dos expoentes do jornalixo da “grande mídia”, para validar sua atitude.

O site do Governo Federal diz o seguinte sobre atitudes racistas:

Os atos de discriminação por raça e cor são considerados crimes no Brasil desde 1989, quando entrou em vigor a Lei 7.716, a chamada Lei Caó – homenagem a seu autor, o então deputado e ativista do movimento negro Carlos Alberto de Oliveira.

A pena para quem cometer atos de discriminação é de dois a cinco anos de prisão.

Será que um juiz do STF não sabe dessa lei? Se William Waack cometeu um erro, tem de pagar por ele. Ou a lei não é para todos?

Leia também:
Após fala racista, William Waack é afastado do Jornal da Globo
Paulo Sotero é o amigo que dá gargalhadas da piada racista de William Waack

2 Respostas to “Pelo Twitter, Gilmar Mendes se solidariza ao racista William Waack”

  1. Aristóteles Barros d (@AristtelesBarr1) Says:

    E esse cidadão tem sido porta-voz de todo o Poder Judiciário. Até quando?

  2. Magda Santos Says:

    Só poderia se solidarizar! Sao feitos do mesmo esgoto!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: