Silêncio das panelas: Combustível e gás de cozinha aumentam novamente acima da inflação

PETROBRAS ANUNCIA AUMENTOS DE 1,70% NA GASOLINA E DE 1% NO DIESEL
Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.
Via O Tempo em 17/10/2017

A Petrobras anunciou um novo reajuste para os combustíveis, com aumento de 1,70% no preço da gasolina nas refinarias e alta de 1,00% no preço do diesel. Os novos valores valem a partir da quarta-feira, dia 18/10.

A nova política de revisão de preços foi divulgada pela petroleira no dia 30 de junho. Com o novo modelo, a Petrobras espera acompanhar as condições do mercado e enfrentar a concorrência de importadores.

Em vez de esperar um mês para ajustar seus preços, a Petrobras agora avalia todas as condições do mercado para se adaptar, o que pode acontecer diariamente.

Além da concorrência, na decisão de revisão de preços, pesam as informações sobre o câmbio e as cotações internacionais.

***

GÁS DE COZINHA ESTÁ 12,9% MAIS CARO
Via Jornal GGN em 11/10/2017

O gás para uso residencial, vendido em botijões de até 13 quilos (GLP P-13), sofrerá, a partir de hoje [11/10], aumento de 12,9% em média. A decisão foi do Grupo Executivo de Mercado e Preços da Petrobras.

Segundo a estatal, o aumento foi calculado de acordo com a política de preços divulgada em junho deste ano, refletindo a variação das cotações no mercado internacional. Disse, ainda, que a legislação brasileira “garante liberdade de preços no mercado de combustíveis e derivados” e que essas revisões podem ou não refletir sobre o preço final ao consumidor. Isso vai depender das distribuidoras e revendedores.

Segundo a Petrobras o ajuste não tem incidência de tributos, assim, caso seja repassado integralmente ao consumidor final, a estimativa é que o botijão de 13 quilos suba em torno de 5,1% ou cerca de R$3,09. O último reajuste foi em 26 de setembro.

O Sindigás (Sindicato Nacional de Empresas Distribuidoras de Gás Liquefeito de Petróleo) calcula que o reajuste oscilará entre 7,8% e 15,4%, de acordo com o polo de suprimento. E, segundo a entidade, não repassa integralmente a variação de preços do mercado internacional, ficando 6,08% abaixo da paridade de importação.

Uma resposta to “Silêncio das panelas: Combustível e gás de cozinha aumentam novamente acima da inflação”

  1. Eliane Barroso Says:

    Que venha mais!!!! As panelas venceram ….era isso o que queriam!!!! Fartem-se!!!!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: