Haddad usa frase irônica de Alckmin para responder a Dória

O petista Fernando Haddad e o prefeito tucano João Dória, em encontro em 2016.

Via Folha on-line em 8/8/2017

O ex-prefeito Fernando Haddad (PT) usou uma frase do governador Geraldo Alckmin (PSDB) para responder a ataque do prefeito João Dória (PSDB). No domingo, dia 8/10, o prefeito atribuiu à herança financeira da gestão petista o motivo da queda de sua avaliação positiva na mais recente pesquisa Datafolha.

“Eu aprendi com o pai de um conhecido meu, que no dia de hoje deve estar muito feliz, que, quando não puder falar bem, é melhor não dizer nada”, disse Haddad à Folha. O ex-prefeito faz menção direta a uma declaração de Alckmin à Rádio Bandeirantes, no mês passado.

Na ocasião, Alckmin havia sido questionado se havia incômodo por ter sido padrinho da carreira política de Dória, em 2016, já que ambos travam agora uma disputa interna no PSDB para a escolha do candidato do partido para as eleições presidenciais do ano que vem. “Uma vez o meu pai me falou: ‘Lembre-se sempre de Santo Antônio de Pádua. Quando não puder falar bem, não fale nada’”, disse o governador.

Publicada no domingo, dia 8/10, pesquisa Datafolha mostra uma piora relevante na avaliação de Dória à frente da prefeitura. O tucano despencou quase dez pontos percentuais na aprovação de sua administração. O prefeito tem 32% de aprovação, 26% de rejeição e 40% de avaliação regular entre os paulistanos. Há quatro meses, Dória pontuava 41% de ótimo/bom, 22% de ruim/péssimo e 34% de regular.

Com margem de erro de três pontos para mais ou menos, entre os 1.092 entrevistados de 4 a 5 de outubro, a curva é francamente desfavorável ao prefeito: fora do empate técnico em todas as simulações. Pela primeira vez, a avaliação regular supera a positiva desde que sua gestão começou, em janeiro.

[…]

***

DÓRIA CULPA PT, E NÃO SUAS VIAGENS INÚTEIS, POR QUEDA EM PESQUISA
Via Brasil 247 em 8/10/2017

Em vez de assumir a responsabilidade pela má-gestão em São Paulo, o prefeito João Dória (PSDB) atribuiu às dificuldades financeiras da Prefeitura de São Paulo a queda na aprovação registrada pela mais recente pesquisa Datafolha. Dória resolveu culpar a gestão de Fernando Haddad (PT), seu antecessor e não as suas viagens pelo Brasil pelo tombo na popularidade.

“É importante respeitar pesquisa, eu respeito pesquisa. Estamos com nove meses de gestão à frente da Prefeitura de São Paulo, sem recursos. Temos R$7,5 bilhões de déficit no orçamento da prefeitura [em relação à receita prevista pela gestão anterior]. Que foi herança do PT, que nos deixou esse rombo”, disse Dória ao jornal Folha de S.Paulo.

O tucano despencou quase dez pontos percentuais na aprovação de sua administração. Segundo o levantamento publicado no domingo, dia 8/10, o prefeito tem 32% de aprovação, 26% de rejeição e 40% de avaliação regular entre os paulistanos. Há quatro meses, Dória pontuava 41% de ótimo/bom, 22% de ruim/péssimo e 34% de regular.

Uma resposta to “Haddad usa frase irônica de Alckmin para responder a Dória”

  1. Aristóteles Barros d (@AristtelesBarr1) Says:

    Sabedores de que não temos por onde nos defendermos, golpistas de todos os matizes deitam e rolam jogando a culpa de tudo que é desastre, no PT, no Lula e na Dilma. De vez em sempre, nos pobres!

Os comentários sem assinatura não serão publicados.

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: